header top bar

section content

Alisson Pereira comemora gol em seu primeiro “Maiorais” como titular

Zagueiro formado nas categorias de base do Treze teve boa atuação diante do maior rival, o Campinense, e ainda conseguiu marcar o gol de empate do alvinegro no final

Por

02/03/2015 às 08h10

Alisson Santana marcou o gol de empate do Alvinegro (Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com)

Em seu primeiro Clássico dos Maiorais como titular, Alisson Santana já escreveu seu nome na história dos confrontos entre trezeanos e raposeiros. Revelado nas categorias de base do Treze, o zagueiro marcou o gol do empate do seu time contra o rival Campinense no  2 a 2 deste domingo, no Estádio Amigão, em jogo válido pelo Campeonato Paraibano.

Para o jogador, o Galo teve maior posse de bola. Mas por um descuido viu o rival virar o placar no segundo tempo. No entanto, o time teve forças para empatar e evitar a perda da invencibilidade no estadual. Ele ressaltou ainda a importância de vestir a camisa trezeana em um clássico com a importância dos Maiorais.

– Para mim, que sou formado nas categorias de base do Treze, é especial demais poder jogar um clássico contra o Campinense, foi um jogo emocionante. Tivemos o domínio no primeiro tempo, mas depois tomamos a virada e graças a Deus, tive a felicidade de empatar no final. O importante é que conseguimos sair daqui com um ponto, o que é muito importante para nossa sequência na competição – disse o zagueiro galista.

Único invicto na competição, o Treze lidera com 14 pontos, sete de diferença para o Campinense, que aparece na sétima posição, mas com alguns jogos a menos. O próximo jogo do time comandado por Éverton Goiano será contra o lanterna Miramar, no próximo sábado.

GE

Tags:
ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”