header top bar

section content

Sousa surpreende o Campinense e vence dentro do Amigão, por 2 a 1

Após ser dominado no primeiro tempo, o Dinossauro surpreende e marca dois gols seguidos. Gol da Raposa não foi suficiente e time sousense segue no G-4 do estadual

Por

26/02/2015 às 07h44

A Raposa ainda tentou o o empate no final da partida, mas sem sucesso (Foto: Nelsina Vitorino)

Jogando em pleno Estádio Amigão, casa do Campinense, quem comemorou foi o Sousa. Em jogo realizado na noite desta quarta-feira, o Dinossauro surpreendeu a Raposa e sua torcida e venceu por 2 a 1. O time assim seguiu no G-4 e de quebra destruiu a invencibilidade do Campinense no estadual.

Gilberto Matuto e Júlio Brasília marcaram para o Dinossauro, enquanto que Luiz Fernando descontou para o time rubro-negro.

Agora, o Sousa chega aos 12 pontos e fica em quarto lugar. O Campinense, com sete, é o sétimo lugar. Ainda assim a situação do Dinossauro não é necessariamente boa. O time já teve oito jogos e tem aproveitamento de 50% dos pontos. A Raposa, com apenas quatro jogos disputados, tem aproveitamento e 58,3%.

Agora, a Raposa tenta juntar os “cacos” para o clássico de domingo, contra o rival Treze. Por sua vez, o Sousa só volta a atuar no dia 8 de março diante do Botafogo-PB, no Almeidão. 
  
Campinense domina Sousa, mas peca nas finalizações   

Neste início de semana, o Campinense contratou um goleiro, um zagueiro e um volante. Mas o time demonstrou que continua carecendo de um atacante “matador”.

A exemplo da partida anterior, em que empatou com o Auto Esporte, o time pressionou o Dinossauro no primeiro tempo, mas os atacantes não tiveram tranquilidade para colocar a bola dentro do gol. O primeiro bom momento da Raposa aconteceu aos 12 minutos. Reginaldo chutou e Ricardo mandou de tapinha para escanteio. O Sousa respondeu com o estreante Régis, que de fora da área chutou e levou certo perigo ao gol de Wendell.

Mas foi o Campinense quem continuou a pressionar o adversário. Desta vez, Edy cruzou e Willian cabeceou fraco nas mãos de Ricardo. A melhor chance do primeiro tempo, no entanto, aconteceu quando Neto chutou forte de longe e obrigou o camisa 1 sousense a fazer boa defesa. 
  
Sousa marca dois gols seguidos   

Se no primeiro tempo faltaram gols, no segundo sobraram emoções. Num espaço de seis minutos, foram três gols. Os dois primeiros do Sousa. Rodrigo Potim foi derrubado por Negretti perto da área. Falta que Gilberto Matuto bateu com categoria e abriu o placar aos oito minutos. Não deu tempo para a pequena torcida sousense comemorar. Aos 10 minutos, o estreante Júlio Brasília ampliou o placar.

Após o baque, o Campinense acordou. Luiz Fernando driblou dois zagueiros e chutou sem chances para o goleiro Ricardo, diminuindo o placar. Animado, o time raposeiro partiu para tentar empatar. No entanto, quem quase marcou foi o Sousa. O atacante Régis recebeu passe de Júlio Brasília e mandou por cima do gol de Wendell. Seria o último lance realmente perigoso do duelo.

GE

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe