header top bar

section content

Goleiro do Sousa defende pênalti e clássico com o Atlético termina empatado. Veja os gols!

Com o empate, o Sousa fica em terceiro lugar, com sete pontos. Já o Atlético somou dois pontos e é o oitavo colocado.

Por

02/02/2015 às 11h00

Partida entre Sousa e Atlético terminou empatada em 1 a 1 (Foto: Charley Garrido)

O maior Clássico do futebol do Sertão terminou empatado na tarde deste domingo (01). Jogando fora de casa, o Atlético de Cajazeiras saiu na frente, mas o Sousa Esporte Clube conseguiu empatar o jogo que terminou 1 a 1 na quarta rodada do Campeonato Paraibano 2015..

Aos quatro minutos do primeiro tempo, quem saiu na frente foi o time cajazeirense com um gol marcado pelo jogador Almir Sergipano. Com o apoio da torcida, o Sousa partiu para cima do adversário, mas não conseguiu balançar as redes do trovão azul do Sertão.

Na segunda etapa, o time da casa continuou atacando, mas quem teve a chance de ampliar o placar foi o Atlético com uma cobrança de pênalti de Maurinho que terminou em uma bela defesa do goleiro Ricardo.

 

O Dinossauro do Sertão continuou buscando o gol e após cobrança de escanteio de William Piauí, Algodão pegou de voleio e marcou para o time da casa, empatando a partida.

Classificação
Com o empate, o Sousa fica em terceiro lugar, com sete pontos. Já o Atlético somou dois pontos e é o oitavo colocado. O Dinossauro volta a campo às 20h30 da próxima quarta-feira (04) contra o Treze, no Estádio Presidente Vargas. Enquanto isso, o Trovão Azul folga no meio de semana e só volta a campo no próximo domingo (08), contra o CSP.


 

DIÁRIO DO SERTÃO

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores