header top bar

section content

Homenagem a Luciano do Valle faz Jornal Nacional da Globo fala de concorrente

A morte de Luciano foi anunciada já na abertura do jornal, com uma narração de um lance da derrota do Brasil para a Itália, na Copa de 1982.

Por

21/04/2014 às 00h07

A importância de Luciano do Valle para a história da TV brasileira é tão grande que ele fez a Rede Globo ignorar seu modus operandi e falar de um concorrente. E em seu principal produto jornalístico. Neste sábado, a emissora carioca reservou quase cinco minutos do Jornal Nacional para falar do narrador da Rede Bandeirantes.

A morte de Luciano foi anunciada já na abertura do jornal, com uma narração de um lance da derrota do Brasil para a Itália, na Copa de 1982. Depois, após 15 segundos de introdução do apresentador Heraldo Pereira, foi veiculado uma matéria de cerca de 4min15 homenageando o narrador.

A reportagem sobre o narrador foi ampla, lembrando de toda a sua carreira, desde o início em Campinas até seus últimos trabalhos na Band. O mais surpreendente, porém, foi que o foco não foi fixado nos anos em que Luciano trabalhou na emissora carioca. Ele narrou Fórmula 1 e duas Copas na Globo, incluindo o jogo contra a Itália, uma das maiores audiências da história da TV brasileira em todos os tempos, quando 90% dos brasileiros assistiram ao jogo com sua narração.

Foram citados também momentos marcantes em outras emissoras, como o duelo entre Brasil x URSS no Maracanã, transmitido pela Record, as transmissões da Fórmula Indy, na Band, além do apoio aos esporte olímpicos, como vôlei e basquete. A maior prova disso é que dos três atletas ouvidos na matéria, o piloto de F-1 e F-Indy Emerson Fitipaldi, o jogador de vôlei Bernard Rajzman e a jogadora de basquete Hortência, tiveram momentos marcantes com a voz de Luciano em emissoras concorrentes da Globo.

Além disso, o diretor de jornalismo da Band, Fernando Mitre, foi um dos principais entrevistados. É claro que personagens da emissora carioca também apareceram. Os três principais narradores da casa, Galvão Bueno, Cléber Machado e Luiz Roberto, deram depoimentos. Mas, no fim das contas, foi uma justa homenagem a um personagem com a qual a Globo tinha uma pequena dívida.

“A Globo se redimiu de um momento triste, ocorrido em 2012. Na ocasião, ao lembrar dos 30 anos da derrota do Brasil para a Itália na Copa de 1982, o Esporte Espetacular exibiu uma reportagem caprichada, incluindo até entrevista com Paolo Rossi. Mas, ao exibir lances do jogo, a emissora optou por colocar a narração dos radialistas Waldir Amarral e Jorge Cory, da Rádio Globo, e não o áudio original, com Luciano do Valle, então narrador da Rede Globo. Neste sábado, já na abertura do Jornal Nacional, a emissora exibiu um lance de Brasil e Itália no Sarriá narrado por Luciano. A reportagem do telejornal mostrou mais uma vez os lances que o Esporte Espetacular, dois anos atrás, suprimiu”, escreveu o crítico de TV do UOL, Maurício Stycer, em seu blog.

UOL

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de água da vida e o Pr. Nilton

ENTREVISTA BOMBÁSTICA

VÍDEO: Declarações polêmicas e provocações marcam o programa Xeque-Mate com o ex-prefeito Carlos Antônio

VÍDEO

Ex-aliado diz que prefeito de Cajazeiras forma “organização criminosa” e aponta gordas gratificações

DIÁRIO ESPORTIVO

Confira o resumo da rodada no programa Diário Esportivo com Luiz Júnior