header top bar

section content

Homenagem a Luciano do Valle faz Jornal Nacional da Globo fala de concorrente

A morte de Luciano foi anunciada já na abertura do jornal, com uma narração de um lance da derrota do Brasil para a Itália, na Copa de 1982.

Por

21/04/2014 às 00h07

A importância de Luciano do Valle para a história da TV brasileira é tão grande que ele fez a Rede Globo ignorar seu modus operandi e falar de um concorrente. E em seu principal produto jornalístico. Neste sábado, a emissora carioca reservou quase cinco minutos do Jornal Nacional para falar do narrador da Rede Bandeirantes.

A morte de Luciano foi anunciada já na abertura do jornal, com uma narração de um lance da derrota do Brasil para a Itália, na Copa de 1982. Depois, após 15 segundos de introdução do apresentador Heraldo Pereira, foi veiculado uma matéria de cerca de 4min15 homenageando o narrador.

A reportagem sobre o narrador foi ampla, lembrando de toda a sua carreira, desde o início em Campinas até seus últimos trabalhos na Band. O mais surpreendente, porém, foi que o foco não foi fixado nos anos em que Luciano trabalhou na emissora carioca. Ele narrou Fórmula 1 e duas Copas na Globo, incluindo o jogo contra a Itália, uma das maiores audiências da história da TV brasileira em todos os tempos, quando 90% dos brasileiros assistiram ao jogo com sua narração.

Foram citados também momentos marcantes em outras emissoras, como o duelo entre Brasil x URSS no Maracanã, transmitido pela Record, as transmissões da Fórmula Indy, na Band, além do apoio aos esporte olímpicos, como vôlei e basquete. A maior prova disso é que dos três atletas ouvidos na matéria, o piloto de F-1 e F-Indy Emerson Fitipaldi, o jogador de vôlei Bernard Rajzman e a jogadora de basquete Hortência, tiveram momentos marcantes com a voz de Luciano em emissoras concorrentes da Globo.

Além disso, o diretor de jornalismo da Band, Fernando Mitre, foi um dos principais entrevistados. É claro que personagens da emissora carioca também apareceram. Os três principais narradores da casa, Galvão Bueno, Cléber Machado e Luiz Roberto, deram depoimentos. Mas, no fim das contas, foi uma justa homenagem a um personagem com a qual a Globo tinha uma pequena dívida.

“A Globo se redimiu de um momento triste, ocorrido em 2012. Na ocasião, ao lembrar dos 30 anos da derrota do Brasil para a Itália na Copa de 1982, o Esporte Espetacular exibiu uma reportagem caprichada, incluindo até entrevista com Paolo Rossi. Mas, ao exibir lances do jogo, a emissora optou por colocar a narração dos radialistas Waldir Amarral e Jorge Cory, da Rádio Globo, e não o áudio original, com Luciano do Valle, então narrador da Rede Globo. Neste sábado, já na abertura do Jornal Nacional, a emissora exibiu um lance de Brasil e Itália no Sarriá narrado por Luciano. A reportagem do telejornal mostrou mais uma vez os lances que o Esporte Espetacular, dois anos atrás, suprimiu”, escreveu o crítico de TV do UOL, Maurício Stycer, em seu blog.

UOL

EFEITO IMEDIATO

VÍDEO: Após protesto nas ruas, chefe da PM anuncia ações para combater o crime em São João do Rio do Peixe

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Pentecostal de Jerusalém

DIÁRIO ESPORTIVO

DIÁRIO ESPORTIVO: Tudo que rolou no Campeonato Brasileiro e os preparativos para o Paraibano