header top bar

section content

Ainda devendo no ano, Bota-PB pega o invicto Goiás pela Copa do Brasil

Jogo marca a estreia dos dois times na competição. Belo sofre para engrenar em 2014 após ser campeão da Série D. Embalado, Esmeraldino quer evitar jogo de volta

Por

02/04/2014 às 09h42

Frontini, atacante do Botafogo-PB, recupera a vaga (Foto: Amauri Aquino / GloboEsporte.com/pb)

De um o Botafogo-PB, o atual campeão da Série D. Que apesar de toda a expectativa gerada pela torcida para 2014 ainda não deslanchou. E que segue fora da zona de classificação para a fase final do Campeonato Paraibano. Do outro lado o Goiás, dono de um honroso sexto colocado na Série A do Brasileirão do ano passado e finalista do Campeonato Goiano. Times bem diferentes. Que vivem momentos diferentes. E que se enfrentam na noite desta quarta-feira pela estreia de ambos na Copa do Brasil. O jogo acontece no Estádio Almeidão, em João Pessoa, e tem início programado para às 19h30.

E apesar das diferenças, a vontade dos dois times é a mesma. O Belo, por exemplo, quer vencer bem o jogo em casa. Não só para tentar viabilizar uma classificação para a segunda fase da competição nacional, mas também para fazer crescer um bom time que até agora não engrenou em 2014 (além dos deslizes no Paraibano, o time pessoense foi eliminado na primeira fase da Copa do Nordeste).

Para o técnico Marcelo Vilar, inclusive, o jogo contra o Goiás, ainda invicto na atual temporada, pode ser a motivação que estava faltando para o time. A ponto dele dizer a “motivação extra” do time é ir em busca a todo custo da vitória contra o Esmeraldino. O time, ao menos, tem um trunfo. Já se vão 10 meses desde a última vez que a equipe perdeu em casa no Almeidão. A última vez foi nas oitavas de final da Série D.

Já pelo lado do Goiás, o time quer superar a campanha da Copa do Brasil de 2013. Naquele ano o time bateu na trave e por pouco não chegou à decisão da Copa do Brasil. A boa campanha foi encerrada na semifinal, quando da eliminação para o Flamengo, no Maracanã. Nesta quarta-feira, o Alviverde inicia nova caminhada na competição e, apesar de ter passado por reformulação no elenco, no comando técnico e na presidência, o objetivo é surpreender e ir longe mais uma vez. Se possível, superar o desempenho do último ano e tentar ao menos igualar a trajetória de 1990, ocasião em que foi vice-campeão.

Para tanto, o Goiás se ampara nos bons números. Invicto no Campeonato Goiano, o clube está na final em busca do tricampeonato consecutivo e de repetir um feito que não alcança desde 1975: faturar o título sem perder um jogo sequer. Ainda assim, Claudinei Oliveira não deve poupar jogadores. A tendência é de que o técnico mande a campo força máxima. Principalmente para tentar vencer por dois ou mais gols de diferença e eliminar a necessidade do segundo jogo. À frente do Alviverde, o técnico tem 16 jogos, sendo 11 vitórias e cinco empates. Araújo é o artilheiro da equipe na temporada com nove gols.

Fonte: Globo Esporte

EFEITO IMEDIATO

VÍDEO: Após protesto nas ruas, chefe da PM anuncia ações para combater o crime em São João do Rio do Peixe

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Pentecostal de Jerusalém

DIÁRIO ESPORTIVO

DIÁRIO ESPORTIVO: Tudo que rolou no Campeonato Brasileiro e os preparativos para o Paraibano