header top bar

section content

Pela 3ª vez em 3 duelos, Campinense e Sousa empatam pelo Paraibano

Depois de um 0 a 0 no Marizão e de um 2 a 2 no Amigão, ambos na primeira fase, Raposa e Dinossauro empatam sem gols novamente em Campina Grande

Por

23/03/2014 às 11h03

Campinense e Sousa empataram em 0 a 0 (Foto: Diário do Sertão)

Campinense e Sousa se enfrentaram na noite deste sábado e empataram sem gols no Amigão. Foi o terceiro empate em três jogos que os times fizeram entre si pelo Campeonato Paraibano deste ano. Ainda na primeira fase, 0 a 0 no Marizão e 2 a 2 no Amigão foram os placares dos jogos entre as duas equipes. O resultado foi melhor para o Dinossauro que, pelo menos até amanhã, permanece na liderança do estadual e mantém a invencibilidade, que já dura 16 partidas.

Com o resultado, os dois times ficam empatados no topo, com quatro pontos cada, mas o time sertanejo tem melhor saldo de gols que a Raposa. Nos jogos deste domingo, Treze e Atlético de Cajazeiras, se vencerem Santa Cruz de Santa Rita e Auto Esporte respectivamente, assumem a ponta da tabela.

Na próxima rodada, o Campinense joga a sua terceira partida seguida em casa nesta segunda fase. A Raposa recebe o Atlético no Amigão às 20h30 da próxima quarta-feira. No mesmo dia e horário, o Sousa encara o Treze no Marizão.

Muita correria e pouco perigo
O Campinense entrou em campo com três novidades. Freitas Nascimento promoveu as estreias do zagueiro Edson Veneno, do meia Basílio e do atacante Rodrigo Dantas. E as mudanças no time deram certo. A Raposa jogou bem e teve mais posse de bola no primeiro tempo, que foi bastante movimentado.

O Rubro-Negro arriscou alguns chutes de fora da área e teve duas boas chances: primeiro numa cobrança de falta de David Alisson, e depois num chute colocado de Wanderley; nas duas, o goleiro Fábio Lima fez boas defesas. As investidas ofensivas da Raposa, no entanto, davam espaço para os contra-ataques do Sousa, que foram liderados na maioria das vezes por Ribinha. Mas o Dinossauro pouco assustou o goleiro Ivan. E, no fim das contas, a correria dos dois times acabou não sendo suficiente para tirar o zero do placar.

Sousa melhora, mas times não conseguem marcar
No Campinense, o técnico Freitas Nascimento foi forçado a fazer uma substituição ainda no intervalo, já que Rodrigo Dantas se machucou; em seu lugar, entrou Valdo. E a partida na segunda etapa foi parecida com o que se viu o primeiro tempo, mas com o Sousa melhor que a Raposa.

Camilo começou a se destacar, tanto levando o Dinossauro à frente, quanto arriscando chutes de fora da área e forçando Ivan a fazer boas defesas. Na principal jogada de ataque, o lateral-esquerdo recebeu bom passe, dominou a bola, invadiu a área e soltou uma bomba, carimbando o travessão de Ivan. Mas o Campinense, que ainda teve as entradas de Renato Medeiros e Carlão nos lugares de Osvaldir e Wanderley, deu alguns sustos em Fábio Lima, quase sempre na base da pressão.

Mas aos 31 minutos, ficou complicado para o Rubro-Negro, que perdeu Edson Veneno. Ao agarrar Agostinho, o zagueiro recebeu o segundo amarelo e foi expulso. No Sousa, o técnico Danilo Augusto tirou Israel, Paulinho Mossoró e Agostinho para as entradas de Xinho, Dunga e Cléber, e o time melhorou. Ainda assim, nada de mais interessante aconteceu, o 0 a 0 persistiu no placar e o Dinossauro se manteve invicto no Paraibano.

Fonte: Globoesporte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 11.08.2017

INTERVIEW

Educadora fala da infância difícil e sua trajetória de sucesso: ‘Faltava dinheiro, mas não alegria’