header top bar

section content

Pela 3ª vez em 3 duelos, Campinense e Sousa empatam pelo Paraibano

Depois de um 0 a 0 no Marizão e de um 2 a 2 no Amigão, ambos na primeira fase, Raposa e Dinossauro empatam sem gols novamente em Campina Grande

Por

23/03/2014 às 11h03

Campinense e Sousa empataram em 0 a 0 (Foto: Diário do Sertão)

Campinense e Sousa se enfrentaram na noite deste sábado e empataram sem gols no Amigão. Foi o terceiro empate em três jogos que os times fizeram entre si pelo Campeonato Paraibano deste ano. Ainda na primeira fase, 0 a 0 no Marizão e 2 a 2 no Amigão foram os placares dos jogos entre as duas equipes. O resultado foi melhor para o Dinossauro que, pelo menos até amanhã, permanece na liderança do estadual e mantém a invencibilidade, que já dura 16 partidas.

Com o resultado, os dois times ficam empatados no topo, com quatro pontos cada, mas o time sertanejo tem melhor saldo de gols que a Raposa. Nos jogos deste domingo, Treze e Atlético de Cajazeiras, se vencerem Santa Cruz de Santa Rita e Auto Esporte respectivamente, assumem a ponta da tabela.

Na próxima rodada, o Campinense joga a sua terceira partida seguida em casa nesta segunda fase. A Raposa recebe o Atlético no Amigão às 20h30 da próxima quarta-feira. No mesmo dia e horário, o Sousa encara o Treze no Marizão.

Muita correria e pouco perigo
O Campinense entrou em campo com três novidades. Freitas Nascimento promoveu as estreias do zagueiro Edson Veneno, do meia Basílio e do atacante Rodrigo Dantas. E as mudanças no time deram certo. A Raposa jogou bem e teve mais posse de bola no primeiro tempo, que foi bastante movimentado.

O Rubro-Negro arriscou alguns chutes de fora da área e teve duas boas chances: primeiro numa cobrança de falta de David Alisson, e depois num chute colocado de Wanderley; nas duas, o goleiro Fábio Lima fez boas defesas. As investidas ofensivas da Raposa, no entanto, davam espaço para os contra-ataques do Sousa, que foram liderados na maioria das vezes por Ribinha. Mas o Dinossauro pouco assustou o goleiro Ivan. E, no fim das contas, a correria dos dois times acabou não sendo suficiente para tirar o zero do placar.

Sousa melhora, mas times não conseguem marcar
No Campinense, o técnico Freitas Nascimento foi forçado a fazer uma substituição ainda no intervalo, já que Rodrigo Dantas se machucou; em seu lugar, entrou Valdo. E a partida na segunda etapa foi parecida com o que se viu o primeiro tempo, mas com o Sousa melhor que a Raposa.

Camilo começou a se destacar, tanto levando o Dinossauro à frente, quanto arriscando chutes de fora da área e forçando Ivan a fazer boas defesas. Na principal jogada de ataque, o lateral-esquerdo recebeu bom passe, dominou a bola, invadiu a área e soltou uma bomba, carimbando o travessão de Ivan. Mas o Campinense, que ainda teve as entradas de Renato Medeiros e Carlão nos lugares de Osvaldir e Wanderley, deu alguns sustos em Fábio Lima, quase sempre na base da pressão.

Mas aos 31 minutos, ficou complicado para o Rubro-Negro, que perdeu Edson Veneno. Ao agarrar Agostinho, o zagueiro recebeu o segundo amarelo e foi expulso. No Sousa, o técnico Danilo Augusto tirou Israel, Paulinho Mossoró e Agostinho para as entradas de Xinho, Dunga e Cléber, e o time melhorou. Ainda assim, nada de mais interessante aconteceu, o 0 a 0 persistiu no placar e o Dinossauro se manteve invicto no Paraibano.

Fonte: Globoesporte

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!