header top bar

section content

Ronaldinho revela a jogadores do Grêmio vontade de retornar ao clube

Em meio ao ódio da torcida tricolor após traições, craque mostra a amigos o desejo de voltar. Irmão só diz que R10 seguirá no futebol brasileiro em 2014

Por

18/09/2013 às 07h36

O amor virou ódio. Poderia virar paixão novamente? A relação entre Grêmio e Ronaldinho ganhou novo capítulo após o domingo, na vitória do Atlético-MG, na Arena, pelo Brasileirão. Em sua estreia no novo estádio do clube que o revelou, o camisa 10 confidenciou a jogadores tricolores a vontade de retornar ao lugar onde tudo começou, de olho no encerramento da carreira. Um desejo que, por ora, não indica nenhuma ação do presidente Fábio Koff. O dirigente adota a cautela e repassa a decisão de levar o assunto adiante à torcida.

Nas duas vezes anteriores em que enfrentou o Grêmio (Flamengo, em 2011, e Galo, em 2012), R10 havia adotado comportamento de indiferença. Algo bem diferente do domingo, quando ignorou o repúdio da torcida. Se sentiu tão à vontade que conversou com Kleber antes de iniciar a preparação para o jogo. E, ao final, logo ao chegar à zona mista da Arena, no trajeto até o vestiário visitante, tratou de parar para dar entrevistas e conversou com os atletas gremistas Dida, Zé Roberto e Guilherme Biteco. 

A conversa de R10 com o goleiro foi igualmente na zona mista. Logo após, o meia atleticano cumprimentou três seguranças do Grêmio. E perguntou:

– Vocês vão lá?
O ‘lá’ era um churrasco em sua casa em Porto Alegre. A delegação estava de folga na noite de domingo, afinal, permaneceria na capital gaúcha até a segunda-feira pela manhã antes de embarcar para São Paulo, onde enfrenta o tricolor paulista na quarta. A verdade é que a relação do meia continua boa com muitos funcionários tricolores. Jogadores do Grêmio – igualmente de folga – também foram convidados.

Kleber confirmou a conversa. Porém, se recusou a revelar o assunto:
– Conheço o Ronaldo. Falamos sempre que jogamos contra. Foram vários assuntos, coisa nossa. Não sei (se teria clima com a torcida para o retorno). Entre os jogadores, acho que sim. É um cara que se dá bem com Renato. Quem tem de falar é a direção. Ele é jogador do Atlético-MG. É algo muito distante para acontecer.

Se manteve o mistério, o Gladiador levantou um ponto importante do caso. R10 não esconde que admira Renato. O considera um dos grandes treinadores do Brasil. Já com a bola rolando, no domingo, ao se aproximar do banco gremista para cobrar lateral, fez questão de abraçar o maior ídolo azul. O treinador retribuiu o carinho. Depois, em entrevista coletiva, definiu o jogador como ‘um dos melhores do mundo’.

Era Renato o técnico do Grêmio no segundo caso de "traição" de R10, na opinião do torcedor. Em janeiro de 2011, ao anunciar o desejo de sair do Milan e voltar ao Brasil, o jogador recebeu ofertas do Tricolor, do Palmeiras e do Flamengo. Preferiu o carioca. O primeiro, em 2001, foi a saída traumática ao PSG, na qual o clube francês aproveitou o final do acordo para contratá-lo sem pagar indenização. Ao recorrer à Fifa, o Grêmio conseguiria receber pagamento anos depois.

À Rádio Bandeirantes, Fábio Koff falou da relação complicada com o atleta:

– Ronaldinho tem uma relação de amor e ódio com o Grêmio. No domingo, não falei com ele. Tenho boa relação inclusive com a família. Recordo dele pequeno, com 14 anos, na escolinha na época em que era presidente.

Nós temos uma concepção sobre o futebol em 2014. Vamos ver se há interesse em contar com jogadores consagrados. O Ronaldinho tem um marketing muito forte, nome de respeito. Acho difícil, hoje é uma relação do ódio. Temos de resolver isso um momento oportuno. Mas uma coisa é clara: eu vou estar sempre com a torcida. Caso a torcida queira ele ou não.

Há um pensamento entre dirigentes tricolores que a relação pode ter dois propósitos: reaproximação ao Grêmio ou pressão por renovação de contrato com o Atlético-MG, a partir de uma concorrência.

R10 segue no Brasil em 2014

Irmão e empresário de Ronaldinho, Assis evita ao máximo falar sobre o futuro do atleta. Só antecipa que o jogador permanecerá no Brasil na próxima temporada.

– É o momento mais importante da história do Atlético-MG, temos uma relação fantástica com o clube. Seria muito ruim começar esse tipo de comentário agora, gera expectativa. Mas nós nascemos no Rio Grande do Sul e temos carinho muito grande pelo estado. Mas vamos deixar assim. Ele vai permanecer no Brasil em 2014. Vai continuar enquanto tiver chance de Seleção – comenta o agente, com ar de preocupação com o boato surgido.

Ronaldinho tem contrato com o Galo até 31 dezembro de 2013.

GE

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda