header top bar

section content

Time de futebol feminino sub-17 do Vasco tem uma Elisa "Samúdio"

Lateral-esquerda já é identificada pelo sobrenome da ex-namorada do goleiro Bruno

Por

06/10/2011 às 18h03

Um dos nomes mais citados pela imprensa nos últimos tempos, Elisa Samúdio segue desaparecida, após escândalo que abalou o Brasil envolvendo o goleiro Bruno no ano passado. O nome da ex-namorada do então camisa 1 do Flamengo entrou no imaginário das pessoas e agora rende apelido a uma jogadora do time feminino sub-17 do Vasco que disputa o Campeonato Carioca.

Elisa,
Elisa, jogadora sub-17 do Vasco, tem apelido Samúdio (Foto: Reprodução/Súmula da Ferj)
 

Elisa Valverde conta que adora distribuir apelidos entre as colegas de time, e a lateral-esquerda era uma das poucas que ainda não tinha uma forma carinhosa de ser chamada pelas amigas. Eis que juntaram Elisa com Samúdio e a expressão pegou rapidamente, tanto que é usada até para identificá-la nas súmulas da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro.

– Eu era uma das poucas no grupo que não tinham apelido, mas com esse caso da Elisa Samúdio muitas meninas chegavam e falavam que tinham lembrado de mim por causa do nome Elisa. Até que uma das atletas apelidada de Chocolate por mim começou a me chamar de Samúdio. Pegou! – conta.

Elisa
Elisa Samúdio fez um gol na estreia do Vasco no Campeonato Carioca sub-17 (Foto: Acervo pessoal)
 

Agora Elisa só atende por Samúdio no Vasco, inclusive pela voz do técnico Walfrido Campos, que passa orientações pegando emprestado o sobrenome da ex-namorada de Bruno.

No início, o técnico não gostava muito. Mas depois até ele se acostumou. Agora virou Samúdio mesmo até nas súmulas. Acho engraçado"
Elisa Samúdio

– No início, o técnico não gostava muito. Mas depois até ele se acostumou. Agora virou Samúdio mesmo até nas súmulas. Acho engraçado.

No primeiro jogo da competição, contra Búzios, a lateral Samúdio entrou na segunda etapa e fez o último gol da goleada de 7 a 0. A jogadora mora em Mangaratiba, a 100 quilômetros do Rio, e viaja três vezes por semana para treinar no Vasco.


Competição tem Romária, Cafu e Cotoco

Elisa tem trabalhado forte para realizar o sonho de se tornar uma jogadora profissional. Entre apelidos e brincadeiras, a lateral se concentra para seguir os passos do maior nome da modalidade. Quando crescer, Samúdio quer ser uma Marta.

Elisa
No Vasco, Elisa Samúdio sonha seguir os passos de Marta (Foto: Acervo pessoal)
 

E os apelidos não param em Samúdio. O Vasco conta ainda com Baratinha e Mister M. O Cepe/Duque de Caxias tem uma Romária, enquanto o Bangu entra em campo com Tutu, Chexa, Pequena, Cotoco. O América tem uma Cafu.

No Campeonato Carioca feminino sub-17, o Vasco lidera o grupo A com duas vitórias em dois jogos. As outras equipes na competição são CIG 7 de Abril, América, Bangu, Volta Redonda, Cepe/ Duque de Caxias e Búzios.

GLOBOESPORTE.COM

ENTREVISTA BOMBÁSTICA

VÍDEO: Declarações polêmicas e provocações marcam o programa Xeque-Mate com o ex-prefeito Carlos Antônio

VÍDEO

Ex-aliado diz que prefeito de Cajazeiras forma “organização criminosa” e aponta gordas gratificações

DIÁRIO ESPORTIVO

Confira o resumo da rodada no programa Diário Esportivo com Luiz Júnior

XEQUE MATE

VÍDEO: Carlos Antonio declara pela 1ª vez publicamente apoio a Júnior Araújo; “é cancela fechada”