header top bar

section content

Veja vídeos do momento do ataque suicida que matou dezenas de pessoas em aeroporto internacional

O fato foi registrado no aeroporto internacional de Zaventem, em Bruxelas, na Bélgica.

Por Luzia de Sousa

22/03/2016 às 12h12 • atualizado em 22/03/2016 às 14h41

Dezenas de pessoas morreram e várias outras ficaram feridas por causa de pelo menos duas explosões que aconteceram nesta terça-feira (22), no aeroporto internacional de Zaventem, em Bruxelas, na Bélgica, que foi fechado, informou o jornal belga “HLN” em seu site.

Pelo menos 34 pessoas morreram e 187 ficaram feridas nos atentados de hoje (22) em Bruxelas, mostra o novo balanço provisório das autoridades.

Os números divulgados anteriormente eram 26 mortos, 11 no aeroporto de Zaventem e 15 na estação de metrô de Maelbeek, e 136 feridos.

Segundo dados divulgados pela ministra da Saúde belga, Maggie de Block, 14 pessoas morreram nas duas explosões ocorridas no aeroporto e, segundo o Ministério da Justiça, 81 ficaram feridas.

De acordo com informações da empresa que administra o metrô, a Stib, 20 pessoas morreram na estação do metrô e 106 ficaram feridas, 17 em estado grave.

O balanço anterior da Stib era de 55 feridos na estação do metrô, 10 em estado grave.

Duas explosões foram registradas de manhã no aeroporto de Zaventem e uma terceira, cerca de uma hora mais tarde, na estação do metrô de Maelbeek, perto das instituições europeias.

As três explosões foram qualificadas pelas autoridades belgas como atentados terroristas.

Blog do Cobra e Polêmica Paraíba

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada