header top bar

section content

Brasileira de 48 anos sofre estupro coletivo em Roma

A vítima foi violentada por três pessoas perto de estação

Por Priscila Belmont

05/10/2016 às 10h00 • atualizado em 05/10/2016 às 08h58

Agressões físicas movimentam a área policial de Sousa e Pombal nesse fim de semana (Foto: Ilustrativa)

Uma cidadã brasileira de 48 anos foi violentada sexualmente por três pessoas em um barraco perto da estação Tuscolana, na periferia de Roma, capital da Itália.

O caso ocorreu no último dia 25 de setembro, mas foi divulgado apenas nesta segunda-feira (3), após a polícia ter prendido os suspeitos: um argelino de 27 anos, um tunisiano de 31 e uma romena de 23, namorada de um dos dois homens.

A brasileira havia dado entrada no pronto socorro em estado grave, alegando ter sido espancada, sequestrada e violentada pelo grupo por se recusar a fazer sexo com os homens. Com as mãos algemadas atrás das costas, ela foi estuprada até desmaiar.

Quando acordou, descalça e sangrando, percebeu que os criminosos dormiam e escapou. Os três suspeitos também são acusados de terem roubado um cidadão tunisiano na mesma região de Roma. (ANSA)

Noticias ao Minuto

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula