Mundo
18/11/2016 às 16h21

postado por: Diário do Sertão

Jovem Paraibano: ‘Matei os quatro para não deixar uma família sem marido e sem pai’

As vítimas foram esquartejadas na sua habitação na província de Pioz, em Espanha

Imagem tirada do Facebook, de Marcos Nogueira e Janaína Santos Américo, o casal brasileiro esquartejado em Pioz (Guadalajara).

François Patrick Gouveia assassinou, em setembro passado, o tio e a sua família, o que incluía a mulher e os dois filhos – um menino de um ano e uma menina de cinco anos.

As vítimas foram esquartejadas na sua habitação na província de Pioz, em Espanha e só o cheiro nauseabundo dos cadáveres alertou os vizinhos para o sucedido.

Cerca de dois meses depois, Patrick Gouveia foi ouvido em tribunal e confessou o crime.

“Matei os quatro porque matar apenas o Marcos [tio] parecia cruel. Não ia deixar uma família sem marido e sem pai”, disse o jovem no tribunal espanhol de Guadalajara.

O jovem de 19 anos disse ainda que “três dias antes [do crime]” sentiu a “necessidade de matar”, um sentimento que o acompanha desde os 12 anos.

De acordo com a emissora espanhola Antena 3, Patrick já havia sido detido em 2013 quando, com 16 anos, esfaqueou um professor na sala de aula.

Sobre o crime, o jovem brasileiro disse que “foi tudo muito rápido” e que as vítimas “não sofreram e não gritaram”, garantindo que pensou muito antes de tomar a decisão, negando assim ter agido por impulso.

Depois de assassinar os quatro elementos da família, Patrick viajou para o Brasil para, segundo o próprio, se despedir da família.

Quanto ao amigo Marvin Henriques, que foi preso em João Pessoa e está acusado de participar ativamente via WhatsApp no quadruplo homicídio, Patrick disse que é “como se fosse um irmão mais novo” que o ajudou depois de ter esfaqueado o professor.

Fonte: MSN

Deixe seu comentário




Mais Mundo