header top bar

section content

Presépio gay é novo “avanço” dos militantes LGBT; ideia que Jesus tinha “dois pais” virou blasfêmia

Ideia que Jesus tinha “dois pais” virou blasfêmia

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

30/11/2017 às 11h43

Presépio gay é novo "avanço" dos militantes LGBT

O conflito de ativistas LGBT com grupos conservadores por causa do uso de símbolos religiosos é antigo. Em quase todo o mundo é assim. Alegando liberdade de expressão, as pessoas aparentemente querem “desconstruir” e “problematizar” tudo o que for possível.

Nos Estados Unidos, a frase “Jesus tinha dois pais” já foi usada muitas vezes como argumento de alguns ativistas para falar sobre o casamento gay. A ideia implícita é que se tratavam de Deus e José.

Contudo, na última semana esse argumento passou a designar uma blasfêmia que está sendo imposta por Cameron Esposito, um comediante que apresenta um programa na internet sobre o movimento LGBT.

Após ele publicar uma imagem no Twitter de dois homens com túnicas rosas olhando para o menino Jesus no que chamou de “presépio gay”, várias pessoas começaram a fazer campanha por mais imagens como essa na frente das casas.

O post viralizou, recebendo mais de 3.300 retweets e chegando a 22.000 “curtidas”. Rapidamente surgiram outras imagens de “presépio gay” no Twitter, o que irritou os cristãos.

Sites conservadores como o Bretibart e o Daily Wire teceram pesadas críticas.

O assunto também foi tema do programa de rádio de Rush Limbaugh, um evangélico que comenta os assuntos do momento. Ele lembrou aos ouvintes de um livro lançado recentemente que mostra um Papai Noel gay.

Limbaugh disparou: “Esse é o tipo de podridão que está permeando as mídias sociais, onde eles buscam obscurecer e desfocar a realidade e a tradição. É apenas uma busca interminável de pessoas que tentar mudar o mundo para que o que elas fazem seja considerado normal…

É mais um ataque as crenças básicas da civilização ocidental e essa decência parece que não conhece limites. Primeiro eles tentaram proibir os presépios em lugares públicos, alegando que essa era uma imposição do cristianismo sobre os não crentes…. Agora eu garanto que nenhuma objeção será criada para quem decidir ter uma cena de homossexualidade com Jesus no berço e dois pais. E quem se opuser a isso, será chamado de fanático.”

Gospel Prime

Tags:
EX-REITOR DA UFCG

VÍDEO: Thompson Mariz quer Ricardo no Senado e confirma João Azevedo para governador: “Não tem plano B”

VÍDEO

Coordenador da Energisa garante melhoria e dá dicas sobre ‘queda’ de raios durante o período de inverno

ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!