header top bar

section content

Tigre com 170 kilos dá a pata para bebêzinha

Não precisa se preocupar: o grandalhão e a pequena estão separados por um vidro.

Por

03/11/2011 às 16h05

O fotógrafo Dyrk Daniel, de 47 anos, foi até o zoológico Cougar Mountain, em Issaquah, no Estado norte-americano de Washington e conseguiu capturar este momento de fofura intensa entre um tigrão de 170 kg e uma bebêzinha.

Daniel diz que, quando viu que o tigre se curvou diante da criança, ele armou a câmera e ficou esperando que ela levasse um susto aterrorizante com algum movimento brusco do felino gigantesco.

Pelo contrário, o animal – que se chama Taj – esticou sua pata e ficou tentando encostá-la na mãozinha da garotinha, que estava separada dela por um vidro ultrarresistente.
Se não fosse pelo vidro, a gente ia achar que o tigre está brincando com a comida

– Notei que Taj ficou interessado pela garotinha e foi na direção dela. Eu pensei que a menina ia precisar de terapia e ficaria com um medo eterno de felinos, mas não acreditei quando Taj chegou perto dela, arqueou a cabeça e, então, colocou sua imensa pata direita bem em frente de onde a mão esquerda da garotinha estava.

Em entrevista para o jornal inglês Daily Mail, Daniels tentou dar uma real dimensão de seu espanto.

– Foi uma coisa incrível de se ver. Tal abaixou sua pata e ficou esfregando seu rosto contra o vidro onde a garotinha estava e, depois, foi embora. Nunca na minha vida eu vi tamanha ternura em um predador tão grande.

Segundo Daniels, a menina voltou para sua mãe aplaudindo a experiência pela qual havia acabado de passar.

R7
 

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula