header top bar

section content

Petróleo na Bacia do Rio do Peixe

A exploração abrange cincos municípios sertanejos

Por

11/03/2009 às 07h38

Após vários anos de espera, enfim começou a exploração do petroléo na região do Vale do Rio do Peixe. A Petrobras, através da empresa americana radicada em Bhoston, Geokimetics Company, iniciou em meados de fevereiro os primeiros serviços na bacia do rio do peixe, nos municípios de Santa Helena e Triunfo. A empresa está instalada na cidade de São João do Rio do Peixe, mais de 50 veículos entre eles tratores, caminhões, camionetes, já estão trabalhando. Segundo o coordenador de sonda, Josué, cerca de 130 homens estão trabalhando na perfuração dos poços, primeira etapa da concretização da exploração do petroléo.

Os trabalhos estão apenas iniciando e após a perfuração outras etapas serão realizadas para que a petrobrás dê inicio a retirada do petroléo do solo sertanejo. Segundo Josúe as proximas etapas a serem vencidas serão, o carregamento, sonda ( procura pelo petróleo), detonação, limpeza e a extração.

O distrito de melências, no município de Santa Helena é o que tem o maior número de pontos explorados pelos técnicos, há uma previsão inicial de ser perfurar 6.000 furos (poços) nestes primeiros lotes de propriedade da Petrobrás.

Os prefeitos dos municípios de Santa Helena, São João do Rio do Peixe, Marizópólis, Sousa e Triunfo (Oeste paraibano, a cerca de 520 km da Capital) se articulam para criar uma escola que terá a missão de capacitar e ofertar mão-de-obra para as empresas de pequeno e médio porte do setor petrolífero que instalarão equipamentos e máquinas na bacia do Vale do Rio do Peixe, cujos lotes de terras foram licitados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), para a exploração de petróleo

Elair Diniz Brasileiro, prefeito de Santa Helena, afirma que já houve várias reuniões dos prefeitos da bacia do Vale do Rio do Peixe visando participar do processo de exploração de petróleo na região: "Está havendo realmente uma articulação dos administradores municipais com o objetivo de dar um suporte técnico e estrutural muito grande às empresas que estã se instalando na região", reforça o gestor municipal.

As articulações dos prefeitos do Vale do Rio do Peixe, justifica José Dantas, acontece porque a região exibiu o maior número de lotes arrematados pelas empresas petrolíferas, e quem mais arrematou terras foi a Ral Engenharia. "Somente nesta bacia foram adquiridos 12 lotes pelas empresas, no ano passado, durante o leilão da ANP. Daí, achamos que a região que engloba os municípios de São João do Rio do Peixe, Santa Helena e Triunfo é mais importante", lembra o prefeito.

As populações do Vale do Rio do Peixe esperavam ansiosamente pela exploração do petróleo, haja vista a importância dos invetimentos que deverão serem feitos nessa região, gerando assim emprego e renda para varias cidades da região do Rio do Peixe.

A exploração na Bacia do Rio do Peixe, abrange os municípios de Sousa, Santa Helena, São João do Rio do Peixe, Triunfo e Marizópolis.

Além da geração de emprego e renda que será gerado pela exploração do petróleo na Bacia do Rio do Peixe, as prefeituras também serão beneficiadas com o pagamento de royalties, e ISS, possibilitando investimentos em diversos setores da administração municipal.

Veja como se dá o pagamento de royalties
No que se relaciona ao pagamento de royalties, de acordo com a Petrobras, as variações ocorrem principalmente pela variação do preço internacional do barril de petróleo e pela quantidade de dias do mês.

De acordo com a Lei Federal 7990/89, os municípios que recebem até 5% do valor total dos royalties não podem empregar o dinheiro em pagamento de dívidas ou da folha do quadro de pessoal. Os responsáveis pelo cumprimento desta legislação são os tribunais de contas do Estado (TCE) e da União (TCU).

Além da Petrobras, outras empresas estarão explorando o petróleo na Bacia do Rio do Peixe, a Ral Engenharia arrematou oito dos 19 blocos oferecidos no 7º lote. As empresas Lábrea , Tarmar e Rich Minerals também fazem parte do rol de empresas que se instalarão na região para explorar o petróleo.

JOSELITO FEITOSA
Direto da Redação do Diário do Sertão

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares