header top bar

section content

Pesquisador paraibano tem trabalho reconhecido por importante instituição na Índia e receberá prêmio; veja!

O criador e pesquisador trabalhou na Embrapa, no Ministério da Agricultura e ajudou a fundar e foi dirigente da empresa paraibana de pesquisa agropecuária

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

06/07/2016 às 13h14

Paulo Roberto de Miranda Leite, ex-presidente da Empresa Estadual da Pesquisa Agropecuária (Emepa).

A Paraíba, que é referência nacional no trabalho de melhoramento genético do gado zebu leiteiro, tem confirmado essa posição com o reconhecimento da Ankush Enviroamental Protection Organisation, instituição da Índia que trabalha com a preservação animal, que entregará prêmio ao pesquisador e criador Paulo Roberto de Miranda Leite, ex-presidente da Empresa Estadual da Pesquisa Agropecuária (Emepa).

Paulo Roberto, que foi presidente da Associação Brasileira de Criadores de Sindi, vai receber na segunda-feira (11), na cidade de Hyderabad, o Prêmio “Glorious Nandi”, na categoria individual, pelo trabalho realizado no aprimoramento da raça zebuína Sindi. Será a primeira vez que a comenda é concedida a pessoas e instituições fora do país.

O criador e pesquisador trabalhou na Embrapa, no Ministério da Agricultura e ajudou a fundar e foi dirigente da empresa paraibana de pesquisa agropecuária. São mais de 50 anos dedicados à pesquisa do gado da raça Sindi.

Com suas pesquisas, a Paraíba pode avançar no melhoramento genético da raça zebuína leiteira e de corte, sendo destaque em todo o país e agora com o reconhecimento internacional, notadamente a Índia, de onde foram importadas as espécies.

As raças zebuínas têm facilidade de adaptação ao clima semi-árido e boa produção de leite e de carne. Uma parceria feita recentemente pode ajudar ainda mais no desenvolvimento desse mercado no Estado.

A raça Gir é originária das regiões Nimari e Malvi, na Índia. Foi introduzida no Brasil em meados de 1920 e 1930. Além de muito dócil, com aptidões para o leite e a carne, caracteriza-se por fácil adaptação ao meio e boa capacidade reprodutiva, mesmo em condições adversas.

De acordo com o pesquisador Paulo Roberto de Miranda Leite, três animais zebuínos (o touro Tietê e as vacas Bonina e Uburana) foram os responsáveis pelo núcleo inicial do plantel de Umbuzeiro. A partir daí, os animais atingiram alto grau de perfeição zootécnica, completa adaptação ao meio, perfeita caracterização racial, morfologia harmoniosa, aptidão econômica e elevado índice de fecundidade.

DIÁRIO DO SERTÃO com Assessoria

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!