header top bar

section content

Ex-presidente da Odebrecht dá detalhes de doação ilegal a Cássio e revela; “Na campanha um diretor nosso foi procurado pelo senador”

"Pediu uma contribuição de campanha em caixa dois."

Por Luzia de Sousa

13/04/2017 às 08h16 • atualizado em 13/04/2017 às 08h19

O Supremo Tribunal Federal liberou ontem a noite (12) os vídeos das delações de ex-funcionários da Odebrecht à Procuradoria Geral da República (PGR) , entre eles os de Fernando Reis, ex-presidente da Odebrecht Ambiental.

Elas serviram de base para a abertura de inquéritos autorizados pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. O depoimento de Reis gerou dois inquéritos, envolvendo doações ilegais ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e o deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (SD-SP).

No inquérito 4386, Cunha Lima (PSDB-PB) é suspeito de receber R$ 800 mil em doação ilegal feita pela construtora. O ex-funcionário da Odebrecht afirmou que o pedido foi feito pelo político.

Delação da Odebrecht: Fernando Reis relata acordo de caixa 2 para Cassio Cunha Lima

“No decorrer da campanha de 2014, um diretor nosso, Alexandre Barradas, foi procurado pelo senador Cássio Cunha Lima, que era candidato a voltar ao governo da Paraíba”, relatou Reis. “Pediu uma contribuição de campanha em caixa dois.”

Segundo Reis, o codinome de Cunha Lima no departamento de propinas da Odebrecht era “Trovador”. Ele relatou que o acordo foi visto pela Odebrecht Ambiental como uma oportunidade de viabilizar a participação da empresa em uma participação público-privada no estado na área de saneamento. Porém, disse ele, Cunha Lima não foi eleito e o projeto nunca se concretizou.

Cunha Lima disse que recebeu doação da Braskem, que é do grupo Odebrecht, na campanha de 2014. E que essa doação foi devidamente declarada na minha prestação de contas. “Tem que investigar, sim, até o fim, para que tudo seja devidamente esclarecido”, afirmou, em postagem nas redes sociais na última terça (11).

G1

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview