header top bar

section content

Maranhão recebe deputados paraibanos e convida João Gonçalves para o PMDB

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 47/2012, começou a tramitar na última quarta-feira (12) no Senado Federal.

Por

14/10/2015 às 16h20

Maranhão (PMDB) recebeu em Brasília, uma comissão de deputados estaduais

O senador José Maranhão (PMDB-PB) recebeu nesta quarta-feira, 14, em Brasília, uma comissão de deputados estaduais paraibanos, que estiveram na Capital Federal para acompanhar a tramitação da PEC47/2012, que amplia a autonomia das Assembleias Estaduais, que podem ganhar autoridade para legislar sobre temas que atualmente são privativos da União. Na oportunidade, o senador José Maranhão, aproveitou para convidar o deputado estadual João Gonçalves para se filiar ao PMDB. João agradeceu ao convite e pediu um tempo para pensar.
 
Além do deputado João Gonçalves, a comitiva é formada pelos deputados Raniery Paulino (PMDB), Adriano Galdino (PSB), Arthur Cunha Lima (PRTB), Buba Germano (PSB) e Ricardo Barbosa (PSB).
 
Os Deputados participam da reunião da Comissão de Constituição e Justiça, da qual Maranhão é o presidente, para acompanhar a analise da PEC 47/2012.
 
A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 47/2012, começou a tramitar na última quarta-feira (12) no Senado Federal. Caso seja aprovada, as Assembleias poderão tratar de temas como Direito Processual, Assistência Social, Trânsito, Transporte, Licitação e Contratação e Direito Agrário, entre outros. A iniciativa para apresentação da PEC é do Colegiado de Presidentes das Assembleias Legislativas.

Da Assessoria

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula