header top bar

section content

Ex-primeira dama da Paraíba é acusada por babá de agressão e tentativa de homicídio

Em virtude do horário avançado, Indaiá disse que não iria porque estava doente e já era tarde demais, mas ao amanhecer sairia da sua casa.

Por

05/06/2015 às 14h00

A polêmica ex-primeira dama do estado da Paraíba, Pâmela Bório volta à cena e protagoniza mais um escândalo lamentável. Desta vez, ela está sendo acusada pela babá do seu filho Henry Lorenzo, Indaiá Pires Moreira por ameaça e agressão verbal e física. Segundo a babá, além de agredi-la fisicamente, Pâmela Bório também ameaçou de matá-la com uma faca de carne, caso ela não fosse embora da sua casa. O fato ocorreu, na noite dessa quarta-feira (3), por volta das 22h30, dentro da residência da ex-primeira-dama.

Segundo o Boletim de Ocorrência, registrado pela babá Indaiá Pires, na Central de Polícia, localizada na Praça Firmino da Silveira, s/n, no Varadouro, em João Pessoa, Pâmela Bório entrou no quarto da babá totalmente alterada e a mandou ir embora. Em virtude do horário avançado, Indaiá disse que não iria porque estava doente e já era tarde demais, mas ao amanhecer sairia da sua casa.

Pâmela Bório não aceitou a recusa da babá e passou a agredi-la verbalmente e disse que a permanência dela em sua casa, poderia transmitir a virose para ela e para o seu filho Henry Lorenzo. Segundo a babá, em meio a discussão, ela tentou convencer a ex-primeira dama para sair apenas no outro dia pela manhã, mas não obteve êxito. “Quanto mais eu apelava para ela não me colocar para fora naquele horário, mas ela ficava descontrolada”, disse a babá.

Indaiá diz ainda em seu depoimento registrado no Boletim de Ocorrência (BO), que de repente Pâmela pegou seu celular que estava no sofá e tentou arremessar pela janela, mas não conseguiu por causa da tela de proteção existente. A babá pegou o celular e guardou em sua bolsa. Nesse momento, Pâmela passou a agredi-la com chutes e pontapés e a feriu com as unhas no rosto e no braço.

Segundo a babá, o fato foi presenciado pelo irmão de Pâmela Bório, Cristian e por seu filho Henry Lorenzo que diante das agressões chorava muito e pedia para que sua mãe parasse de bater em Indaiá. “Para mamãe, não faz isso com a Indaiá”, dizia ele. “Seu irmão, Cristian a todo tempo tentou controla-la e a segurava pelos braços e chegou a dizer várias vezes que ela estava louca, que ela parasse com aquilo, mas ela não dava atenção aos apelos do irmão, nem do filho e continuava a me agredir”, frisou Indaiá.

Ainda segundo o depoimento da babá, Pâmela puxou agressivamente a bolsa da babá e a jogou pela porta da cozinha, mas Indaiá conseguiu pegar a bolsa no corredor e retornou para o apartamento para verificar se o celular realmente estava dentro da sua bolsa. Nesse instante, Pâmela se dirigiu a cozinha e se armou com uma faca de carne e com muita ira foi em sua direção, dizendo que iria matá-la, mas foi impedida por seu irmão.

Indaiá diz em seu relato no BO, que após a confusão ao tentar sair do apartamento, Pâmela mais uma vez tentou lhe atingir com a faca. A babá saiu desesperada em direção ao elevador e conseguiu descer para a frente do prédio. Ao chegar embaixo, Indaiá resolveu ligar para o governador Ricardo Coutinho e pediu ajuda. Segundo ela, RC enviou algumas pessoas para lhe ajudar.

Enquanto Indaiá esperava ajuda, ela ficou em pânico com medo que Pâmela Bório descesse e tentasse mais uma vez contra a sua vida. Ela contou que minutos depois o irmão da ex primeira-dama desceu e disse que não era para ela ter discutido, que era para ela ter ido embora quando Pâmela a colocou para fora. Mais uma vez, a babá repetiu que estava debilitada e que não tinha como sair naquele horário, nem tinha para onde ir.

Pouco tempo depois, Pâmela desceu com seu filho Henry, chamou seu irmão Cristian, entraram no carro e foram embora. “Ela saiu com eles e nem olhou em minha direção. Não esperava uma atitude dessa por parte da senhora Pâmela, já que ela sempre elogiou meu trabalho e nunca tinha ocorrido fato semelhante a este nos cinco meses que trabalhei para ela”, disse Indaiá.

Indaiá disse que ela está com problemas emocionais, que faz uso de muita medicação diariamente e revela: “O nível de estresse dela vem atingindo, inclusive o relacionamento dela com o filho”.

O depoimento da babá termina ela dizendo que espera que a justiça seja feita e que Pâmela pague pelo crime que cometeu.

Além do fato ter sido registrado na Central de Polícia, a babá também se submeteu a exame traumatológico, onde ficou constatada as agressões e escoriações no braço.

De Simone Duarte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!

XEQUE-MATE

VÍDEO: Vereador de Cajazeiras e educadores esclarecem polêmicas sobre a identidade de gênero nas escolas

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018