header top bar

section content

Vital do Rêgo presta homenagem ao Campinense Clube pelos 99 ano de fundação

O senador lembrou que Campinense conquistou 17 vezes o Campeonato Paraibano, uma Taça Brasil e uma Copa Paraíba, além da Copa do Nordeste no ano passado.

Por

14/04/2014 às 15h34

Vital presta homenagem a Campinense

Apaixonado pelo futebol da Paraíba, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), parabenizou o Campinense Futebol Clube pela passagem dos seus 99 anos de fundação completados neste sábado (12).

"Parabéns ao Campinense e a toda a sua torcida por essa data importante. No próximo ano vamos celebrar o centenário desse clube que faz parte da história da Paraíba" parabenizou.

Como forma de homenagear o rubro-negro, Vital disse que o Campinense é um patrimônio da Paraíba que tem uma grande torcida e que sempre foi motivo de orgulho dos paraibanos.

Como bom conhecedor do clube, o senador lembrou que Campinense conquistou 17 vezes o Campeonato Paraibano, uma Taça Brasil e uma Copa Paraíba, além da histórica conquista da Copa do Nordeste no ano passado.

Com orgulho, Vital também lembrou a campanha do time em 2008 quando conquistou o Campeonato Paraibano e o acesso a Série B do Campeonato Brasileiro  ficando entre as 40 melhores equipes do ano de 2009 no Brasil.

O senador sempre defendeu o Campinense, tendo inclusive disponibilizado recursos de sua Emenda individual para o rubro-negro, disse que a Raposa. Vital do Rêgo sempre teve uma forte ligação com a Raposa. Em 2010, ele assumiu a defesa do Clube no julgamento do STJD em que o Campinense buscava a sua permanência na Série C do Brasileiro. Vital foi pessoalmente ao julgamento defender a Raposa. Este ano, incluiu uma Emenda de R$ 300 mil para a rubro-negro como fez com outros clubes da Paraíba.

Fundado em 12 de abril de 1915, o Campinense era uma sociedade esportiva, idealizado como clube dançante, por vinte e oito jovens da elite da cidade.

O departamento de esportes do clube só foi criado em 1917, quando foi iniciada a prática do futebol. Surgiu então a primeira rivalidade: o América, clube contra o qual o Campinense obteve a primeira vitória, por 1×0, em 1919. Contudo, as confusões eram constantes. Temendo que as brigas pudessem prejudicar a imagem do clube social, as atividades futebolísticas foram encerradas. A agremiação seguiu ativa, organizando festas e bailes.

O departamento de esportes do clube só foi criado em 1917, quando foi iniciada a prática do futebol. Surgiu então a primeira rivalidade: o América, clube contra o qual o Campinense obteve a primeira vitória, por 1×0, em 1919. Contudo, as confusões eram constantes. Temendo que as brigas pudessem prejudicar a imagem do clube social, as atividades futebolísticas foram encerradas. A agremiação seguiu ativa, organizando festas e bailes.

Após algumas tentativas, o departamento de esportes só foi reativado no ano de 1954, quando o médico Gilvan Barbosa assumiu a diretoria do Campinense Clube. A finalidade era promover, de forma amadora, a prática esportiva, como futebol, basquete, vôlei, tênis e etc.

Em 1958 se tornou profissional e começou a fazer suas primeiras contratações, com atletas da região. A partir de1960, o Campinense passou a disputar o Campeonato Paraibano de Futebol. Já no primeiro ano sagrou-se campeão, feito que se repetiu nos 5 anos seguintes, totalizando assim 6 conquistas seguidas, ou seja, o hexacampeonato, fato não repetido e de muito orgulho para os torcedores nos dias de hoje.

Em 1961, foi a primeira equipe do Estado a participar de uma competição nacional, no caso, a Taça Brasil. Em 1962, conquistou a fase Nordeste da Taça Brasil, em final contra o Bahia.

Na década de 70, o Campinense foi um dos maiores clubes do futebol brasileiro. Em 71, disputou o Campeonato Brasileiro da Série B. No ano seguinte, foi vice-campeão do mesmo campeonato, um dos maiores feitos de um clube paraibano na história do futebol brasileiro. Em 75, foi o primeiro clube da Paraíba a disputar a Primeira Divisão do campeonato nacional. No ano de 1979, o Campinense teve a melhor defesa do Brasileirão, com média de 0,5 gols por partida. Esta marca representa a sétima melhor defesa da história da competição.

Após alguns anos sem muito destaque, o Campinense voltou a reaparecer no cenário nacional em 2003, quando chegou ao quadrangular final da Terceira Divisão. O sonho de figurar novamente nas divisões superiores foi adiado para 2008, quando a Raposa conseguiu o tão sonhado acesso ao terminar em 3ª lugar na Série C. Foi a primeira equipe paraibana a se classificar para a Série B pelo sistema de ascensão de divisão.

A maior conquista do Campinense veio no ano passado, 2013, quando o rubro-negro surpreendeu até o mais otimista dos torcedores e se sagrou Campeão da Copa do Nordeste, após eliminar equipes como Sport, Fortaleza e Asa de Arapiraca.

Assessoria

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula