header top bar

section content

Homem é espancado e esfaqueado na frente da namorada em São José de Piranhas

Vítima sofreu uma facada no abdômen e foi socorrida para o Hospital Regional de Cajazeiras, onde passou por cirurgia

Por Jocivan Pinheiro

05/03/2016 às 12h05 • atualizado em 05/03/2016 às 12h08

Ramon Ferreira foi socorrido ao Hospital Regional de Cajazeiras após sofrer uma facada

Ramon Ferreira foi socorrido ao Hospital Regional de Cajazeiras após sofrer agressões e uma facada

O frentista Ramon Ferreira, de 32 anos, foi vítima de uma tentativa de homicídio na noite desta sexta-feira (4), próximo à ponte da rodovia PB-400 que dá acesso ao Conjunto Frei Damião, em São José de Piranhas.

De acordo com informações da polícia, antes de ser atingido por um golpe de arma branca, o frentista foi agredido por um grupo de pessoas na presença da sua namorada. O crime teria acontecido por volta das 23h30.

Ramon sofreu um profundo golpe de faca no lado esquerdo do abdômen e foi socorrido pelo SAMU para o Hospital Regional de Cajazeiras, onde foi submetido a uma cirurgia.

Segundo informações da equipe que atendeu Ramon no HRC, o rapaz perdeu bastante sangue no local e seu estado de saúde é regular, mas ainda inspira maiores cuidados.

De acordo com a Polícia Militar, um homem e uma mulher foram detidos: Rodolfo Ferreira da Silva, 27 anos, e Bruna Ferreira da Silva, 23 anos.

Outro suposto envolvido, conhecido como Felipe (Neto de Rapazinho), de 19 anos, fugiu do local. Os motivos da tentativa de homicídio ainda estão sendo investigados pela polícia.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações do Radar Sertanejo

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula