header top bar

section content

Denúncia: Senha preferencial vira negócio dentro de banco e é vendida a R$ 10. VÍDEO!

Em contato com o Diário do Sertão, o banco prometeu melhorar a questão das longas filas para o atendimento nos caixas.

Por Luzia de Sousa

09/04/2016 às 18h54 • atualizado em 10/04/2016 às 14h13

Duas pessoas foram denunciadas pela venda de senhas no interior da agência bancária

Dois homens estão sendo acusados de vender senhas de acesso aos caixas preferenciais dentro da agência do Banco do Brasil, na cidade Lavras da Mangabeira, estado do Ceará.

Senha seria vendida por R$10

Senha seria vendida por R$10

De acordo com o denunciante, Valdecir Pereira as longas filas na agência geraram um comércio ilegal no interior do banco, que maltrata as pessoas idosas, deficientes, grávidas e as mulheres com crianças de colo.

Valdecir contou que os acusados chegam a agência e conseguem as primeiras senhas preferenciais para suposta comercialização e segundo ele, o ‘bilhete’ chega a custar R$ 10.

“Por dia eles conseguem faturar até R$ 100”, denunciou o usuário do Banco do Brasil.

Ele revelou que um dos ‘vendedores’ é ex-bancário e o outro é de uma casa lotérica da cidade. “Eles têm acesso privilegiado. Ninguém impede a prática”, declarou o denunciante.

Valdecir disse que chegou a agência nessa quarta-feira (6), às 10h15min e saiu as 17h20min, permanecendo no local mais de sete horas.

O denunciante gravou um vídeo do seu celular e cedeu ao Diário do Sertão, onde mostra pessoas revoltadas com o caso. Ele informou que na cidade não há Procon para registrar as reclamações.

Resposta
Procurada pela reportagem do Diário do Sertão, a assessoria do Banco do Brasil alegou que o atendimento nessa data reclamada se deu com muita intensidade tendo em vista a realização de pagamento de várias entidades clientes do banco, motivo pelo qual o atendimento se torna mais lento que nos dias de normalidade, mas se comprometeu a melhor atender a clientela e usuários.

Sobre a denúncia de “vendas de fichas para atendimento”, a assessoria não confirmou e disse não identificar essa prática dentro ou fora da dependência. “Aproveitamos para ratificar nosso compromisso com a ética, normas de conduta, bom atendimento bancário e segurança das informações”.

A assessoria ainda divulgou seus canais de atendimento oferecidos: Pela Internet (www.bb.com.br), da Central de Atendimento BB (4004 0001 (Capitais e Regiões Metropolitanas) ou 0800 729 0001 (Demais Localidades)), do Atendimento Via Celular e do Gerenciador Financeiro para atendimento às empresas.

DIÁRIO DO SERTÃO com Ceara1

XEQUE-MATE

VÍDEO: Vereador de Cajazeiras e educadores esclarecem polêmicas sobre a identidade de gênero nas escolas

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente