header top bar

section content

Vereador nega denúncia de ‘Pedofilia’, revela que documento divulgado não existe no Conselho Tutelar e afirma que vai procurar Delegacia e Justiça

Jucinério informou que vai à Delegacia registrar Boletim de Ocorrência e em seguida acionará o judiciário. Confira aqui!

Por Luzia de Sousa

04/05/2016 às 15h31 • atualizado em 06/05/2016 às 17h33

Vereador Júcinério fez várias denúncias na tribuna

O vereador Jucinério Félix (PPS) se pronunciou nesta terça-feira (4), com exclusividade ao Diário do Sertão para contestar as acusações de ‘pedofilia’ feitas pela imprensa estadual (Portal MaisPB e PBAgora), embasadas em um documento supostamente encaminhado ao Conselho Tutelar do Município.

O documento divulgado pelos sites dá conta de um suposto abuso a um menor de 17 anos por parte do vereador de Cajazeiras. A suposta denúncia, anônima, teve o recebimento da conselheira Tutelar, Terezinha Carolino, em 2 de maio de 2016 (segunda-feira).

Veja também

Presidente do PPS nega intervenção e revela nome de possível vice em Cajazeiras. OUÇA!

PPS realiza congressos regionais em Pombal, Sousa e Cajazeiras

Jucinério descarta apoio do PPS a Denise e declara: “Partido vai ficar comigo” VÍDEO!

Jucinério Félix (PPS) negou a denúncia, procurou um advogado e foi até o Conselho Tutelar para tomar pé, porém, o órgão teria informado não existe denúncia contra ele. “Estou aqui no Conselho e não há registro de denúncia nenhuma. A conselheira Terezinha vai ter que responder”, assegurou Jucinério
De acordo com o vereador, a conselheira tutelar estava de folga no dia do recebimento da suposta denúncia e contestou o vazamento de algo tão grave, antes de notificar as partes envolvidas e expor as pessoas.

Jucinério informou que vai à Delegacia registrar Boletim de Ocorrência e em seguida acionará o judiciário.

“Vou processar todos os sites e rádios que divulgaram essa matéria. Ninguém tem conhecimento disso. Se a denúncia nem chegou ao Conselho como a imprensa já tomou conhecimento e de algo que deveria se sigiloso, se realmente existisse”, lamentou o vereador

O outro lado
A reportagem do Diário do Sertão tentou ouvir a conselheira que recebeu a denúncia, Terezinha Carolino, que resumiu sua fala na seguinte frase: “Não posso falar”.

Veja documento!

conselho-tutelar-denuncia

conselho-2

conselho-3

conselho-5

DIÁRIO DO SERTÃO

.

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares