header top bar

section content

DISQUE PÓ: Polícia desarticula entrega de drogas dentro de marmitas na Paraíba

A polícia informou que também vai investigar o envolvimento de funcionários da empresa fornecedora de quentinhas no esquema.

Por Luzia de Sousa

10/05/2016 às 06h31 • atualizado em 10/05/2016 às 06h32

A droga era entregue em quentinhas na Paraíba

Um esquema de tráfico de drogas com entrega de entorpecentes dentro de marmitas na cidade de Campina Grande foi desarticulado na tarde desta segunda-feira (9) pela Polícia Civil da Paraíba. A proprietária da empresa, que é um self-service, soparia e fornecia marmitas e quentinhas, uma mulher de 29 anos, é a suspeita de ser responsável pela comercialização do material e foi presa em flagrante pela equipe do Núcleo de Repressão a Entorpecentes (NRE) no município.

Veja também

Estudante de 17 anos de Cajazeiras morre em grave acidente no mesmo local que o pai havia falecido; Outra pessoa ficou ferida. Veja fotos!

Foto: Acidente na PB 393 envolvendo moto e carreta deixa jovem com ferimentos graves

Globo repercute mistério de casa apedrejada no Sertão; “Caem toda hora”. VEJA VÍDEO!

A polícia informou que também vai investigar o envolvimento de funcionários da empresa fornecedora de quentinhas no esquema.

Segundo a polícia, a ação policial aconteceu no bairro João Paulo II, e foi iniciada após denúncias  de um serviço denominado ‘Disque pó’, no qual cocaína era entregue em embalagens de quentinhas. Ainda de acordo com a polícia, no local, onde realmente funciona um estabelecimento comercial de entrega de alimentos, foi realizada a prisão em flagrante de proprietária e ainda foi apreendido o material.

G1PB

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa

VÍDEO

Padre anuncia reforma da paróquia São João Bosco de Cajazeiras a avalia atuação do bispo