header top bar

section content

Advogada de empresário de Cajazeiras nega delação premiada e declara que prisão é provisória. Veja Nota

Por outro lado, o que realmente é possível assegurar é que Mário Messias Filho é preso provisório, não é condenado definitivo, justificou a advogada do Sertão.

Por Luzia de Sousa

17/05/2016 às 18h02 • atualizado em 17/05/2016 às 18h23

Marinho foi solto na tarde desta sexta-feira

A advogada Catharine Rolim emitiu uma nota para explicar uma reportagem divulgada sobre a possível delação premiada do empresário cajazeirense, Mário Messias, preso na Operação Andaime.

Entenda
A imprensa estadual destacou nesta terça-feira (17), a possibilidade do empresário cajazeirense e ex-candidato a prefeito, Mário Messias (Marinho), preso na Operação Andaime, abrir a boca e colaborar através de delação premiada. Segundo o site PB Agora, Marinho, que está preso desde o ano passado, estaria bastante depressivo e analisa a possibilidade de colaborar com as investigações, analisando até a possibilidade de colaborar via ‘delação premiada’.

VEJA MAIS

► Procurador pede afastamento de secretário e mais sete servidores da prefeitura de CZ citados na Andaime

MPF denuncia mais três empresários nas investigações da Operação Andaime; Eles são acusados de integrar organização criminosa com em Cajazeiras. Acompanhe!

Matéria do Fantástico sobre a Operação Andaime esquentou o clima na Câmara de Cajazeiras

Fantástico da Rede Globo volta a destacar escândalo Andaime e avisa: Estamos de olho

Veja Nota
Em face da matéria veiculada por este site de notícias, na data de 17 de maio de 2016, dando conta de que o empresário Mário Messias Filho, conhecido como “Marinho”, preso por força de mandado de prisão preventiva, expedido pelo Juízo da Oitava Vara Federal de Sousa e pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, em ações penais referentes à Operação Andaime, “estaria bastante depressivo” e, por isso “iria abrir a boca e colaborar com as investigações, analisando até a possibilidade de colaborar via ‘delação premiada’”, informa a Defesa de Marinho que tais declarações não partiram do mesmo, nem tampouco desta Advogada, portanto são inverídicas, inclusive assinalando desconhecer a sua origem.

Nesse passo, torna público a Defesa de Mário Messias Filho não haver sido contatada por este veículo de comunicação para ofertar a sua versão a despeito dos fatos, o que, dessa forma, ensejou o exercício do presente direito de resposta.

Por outro lado, o que realmente é possível assegurar é que Mário Messias Filho é preso provisório, não é condenado definitivo, está adimplindo suas obrigações processuais e está no aguardo dos deslindes das ações penais a que responde, estando sua Defesa a apresentar provas idôneas e seguras da sua inocência, porquanto colaborando na busca da verdade real, no exercício da ampla defesa e do contraditório que lhes são assegurados constitucionalmente.

Cajazeiras/PB, aos dezessete dias do mês de maio do ano de dois mil e dezesseis.

Catharine Rolim Nogueira
ADVOGADA – OAB/PB 11797

DIÁRIO DO SERTÃO

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor