header top bar

section content

Polícia prende empresários suspeitos de fraudes superiores a R$ 1,4 milhão

De acordo com o delegado Lucas Sá, na prisão de Guilherme, a especializada identificou que ele já foi preso três vezes.

Por Luzia de Sousa

19/05/2016 às 16h19

A polícia prendeu dois homens

O trabalho de investigação de policiais civis da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa resultou na prisão de dois suspeitos na prática de fraudes na Capital. Desta vez, a equipe da unidade especializada prendeu o empresário Guilherme Campelo Rabay Neto, 28 anos, por crimes relacionados à emissão de cheques bancários e negociação de veículos. Segundo a Polícia Civil, ele ainda responde a doze processos criminais por estelionato, que representam prejuízo superior a R$ 400 mil às vítimas. O outro preso é o empresário José Victor Fechine Peixoto, suspeito de fraudes relacionadas à negociação de veículos e emissão de cheques bancários, causando prejuízo superior a R$ 1 milhão.

De acordo com o delegado Lucas Sá, na prisão de Guilherme, a especializada identificou que ele já foi preso três vezes. “O suspeito age de maneira reincidente e violenta, ameaçando as vítimas de morte. Quando elas tentam receber os valores devidos pelo suspeito, ele pratica condutas sempre como o mesmo modus operandi: emitindo cheques bancários de terceiros, de contas encerradas e falsificando as assinaturas de alguns cheques bancários. Além disso, ainda simula transferências e depósitos, com envelopes vazios, visando ganhar tempo e permanecer impune pelas fraudes praticadas”, explicou a autoridade policial.

O empresário vai permanecer na Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, na Capital, e será encaminhado à audiência de custódia, para decisão sobre sua permanência em unidade prisional. A equipe da DDF orienta que as vítimas do suspeito compareçam à delegacia, a fim de que todos os fatos sejam encaminhados à Justiça e para que o suspeito responda efetivamente por todas as suas condutas criminosas.

.

Já no segundo caso, a Polícia identificou que o suspeito José Victor negociou, dentre diversos veículos, um BMW, apropriando-se dele, desde dezembro de 2015. Segundo o delegado Lucas Sá, a Polícia Civil do Ceará entrou em contato com a DDF, repassando toda a documentação que comprovava a apropriação indevida do veículo, motivo pelo qual a equipe da delegacia passou a monitorar o suspeito, conseguindo localizá-lo na posse do veículo, em uma residência situada no bairro da Torre, motivo pelo qual o suspeito foi preso em flagrante.

prisao_JP (3)

José Victor Fechine responde a três processos criminais em João Pessoa e chegou a permanecer meses foragido. O suspeito permanecerá na carceragem da Central de Polícia Civil aguardando o encaminhamento à audiência de custódia, que decidirá sobre a sua permanência em um Presídio da Capital.

Secom

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan