header top bar

section content

Delegado fala sobre a prisão de suspeitos de assaltos com moto e arma em Cajazeiras

Dupla apresentou atitude suspeita ao perceber a aproximação da viatura que fazia rondas pela cidade

Por Jocivan Pinheiro

13/07/2016 às 13h59 • atualizado em 13/07/2016 às 17h32

Dois homens foram presos pela Polícia Civil de Cajazeiras, na tarde desta terça-feira (12), após um deles ser flagrado com uma arma de fogo com numeração raspada. Os suspeitos são dois ex-presidiários e estavam em uma moto com sinais de que pode ter sido roubada.

Capacetes e arma apreendidos

Capacetes e arma apreendidos

Segundo relatou o delegado do Grupo Tático Especial (GTE) da Polícia Civil, Braz Morroni, os suspeitos identificados como José Maurício Pereira (condutor da moto) e Josué Vidal de Negreiros Júnior apresentaram atitude suspeita ao perceberem a aproximação da viatura que fazia rondas pela cidade. Em seguida, o piloto acelerou a moto na tentativa de despistar os policiais.

VEJA TAMBÉM: Jovem armado foge ao avistar viatura, mas é preso após perseguição

Após serem alcançados e revistados, os agentes encontraram com Josué um revólver calibre 38 com quatro munições intactas . A moto modelo Yamaha Factor preta, placa QFF 4708-CZ (possivelmente adulterada), também foi apreendida. José Maurício foi liberado, mas Josué foi conduzido à delegacia.

A fato aconteceu quando os policiais faziam um levantamento em alguns bairros de Cajazeiras para encontrar pontos de venda e consumo de drogas. O delegado disse que os dois estão sendo investigados por possível envolvimento em assaltos na cidade.

Moto apreendida

Moto apreendida

DIÁRIO DO SERTÃO

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor