header top bar

section content

Travesti é presa suspeita de matar idoso após fazer programa com ele, na Paraíba

“O que o suspeito conta é que ele teria interferido em uma briga entre a vítima e uma travesti”, disse a autoridade policial.

Por Luzia de Sousa

29/09/2016 às 08h22

Delegado foi preso na Paraíba (Foto ilustrativa)

Uma travesti de 34 anos foi presa suspeita de ter matado um idoso de 62 anos, depois de fazer um programa sexual com ele, no dia 24 de setembro, em Caaporã, na Grande João Pessoa.

De acordo com o titular da 6º delegacia seccional, delegado Aneilton Castro, durante o depoimento, o suspeito confessou ter estado na cena do crime, mas negou que tivesse participado no assassinato.

“O que o suspeito conta é que ele teria interferido em uma briga entre a vítima e uma travesti. O preso também faz programas sexuais como travesti e disse que já tinha se relacionado com a vítima na noite do crime. No local do homicídio, os peritos criminais identificaram que havia sangue da vítima e que nas unhas de da travesti presa havia material genético resultante de uma luta corporal na tentativa de se defender. O que indica que na noite do crime houve uma briga antes da morte”, disse a autoridade policial.

A suspeita foi presa e, após depoimento, foi recolhida para a Cadeia Pública de Alhandra, na Grande João Pessoa, onde permanecerá à disposição da Justiça. As investigações do caso continuam, já que foi coletado material genético do suspeito e da vítima para confronto de DNA.

Fonte portalcorreio

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Garotinha de Cajazeiras que não tem os membros dá lição de vida e emociona com sua história

VÍDEO

Historiador diz não ‘concordar’ com mudança na data comemorativa de emancipação política de Cajazeiras

DETALHES DO JÚRI

VÍDEO: Secretária revela bastidores do julgamento do caso Érika e diz que houve distinção de tratamento

22 DE AGOSTO

VÍDEO: Prefeitura de Cajazeiras corre para conseguir recapear todas as entradas antes do dia da cidade