Policial
01/10/2016 às 09h00 • atualizado em 30/09/2016 às 15h34

postado por: Priscila Belmont

INUSITADO: Eleitor coloca placa de venda para o seu voto em cidade do Sertão paraibano

O eleitor foi surpreendido pela Polícia Federal com uma placa improvisada com os dizeres “Vende-se voto”, sem muito constrangimento da prática

Eleitor coloca placa de venda para o seu voto, em cidade do Sertão

Que a compra de voto corre solta no Estado, principalmente nos bairros e cidades mais pobres, todo mundo sabe, mas há sempre os casos que surpreendem. Na foto em destaque, na cidade de Patos, um eleitor foi surpreendido pela Polícia Federal com uma placa improvisada com os dizeres “Vende-se voto”, sem muito constrangimento da prática.

Nas ruas e vielas, a movimentação de pessoas é intensa. A PF tem feito rondas e, quando percebe movimentação suspeita, tem abordado os moradores, lembrando que tanto o político que vende o voto quanto o eleitor cometem crime.

+ Juiz eleitoral fala sobre tropas federais, toque de recolher e manda recado para os eleitores: ‘Vender voto é crime, sejam conscientes’. Veja

Esta situação fez com que os juízes das 35ª zona eleitoral, Renan do Valle Melo, e da 63ª, Anderley Ferreira Marques, determinassem o toque de recolher para todos os candidatos que disputam as eleições.

A decisão vale para dez municípios do interior da Paraíba durante as eleições desde ano. São eles Sousa, Aparecida, Lastro, Marizópolis, Nazarezinho, Santa Cruz, São Francisco, São José da Lagoa Tapada e Vieirópolis.

Em cada uma destas cidades, os candidatos foram proibidos de fazer visitas domiciliares aos eleitores entre 7h e 22h. Um caso extremo, mas que, pelo jeito, continua sendo necessário.

Jornal da Paraíba

Deixe seu comentário