header top bar

section content

Esfaqueada, transexual apanha em hospital e implora por atendimento

Violência e descaso aconteceram nos corredores de um hospital em Maiquinique, interior da Bahia.

Por Luzia de Sousa

16/10/2016 às 19h50 • atualizado em 16/10/2016 às 13h28

Um cena absurda foi gravada nos corredores de um hospital em Maiquinique, no interior da Bahia. Segundo o vídeo publicado em uma rede social, uma transexual grita por ajuda, sangrando, após ser esfaqueada e nenhum profissional aparece para prestar socorro.

Nas imagens, é possível perceber que uma mulher vestida de branco, possivelmente uma profissional da área de enfermagem, que chega perto, observa e depois se afasta. Nenhuma equipe médica volta ao lugar até o fim da gravação.

De acordo com o que foi publicado por um usuário do Facebook, a transexual identificada como Nailton é natural de Itapetinga. Ela chega a ser agredida com um tapa no rosto por uma mulher enquanto um homem faz a gravação e manda ela ficar quieta.Um outro homem que aparentemente não tem nenhuma relação com as agressões anda pelo corredor solicitando ajuda.

Até o momento o motivo da agressão não foi esclarecido. Segundo a denúncia, a falta de assistência no hospital se deve ao preconceito.”A opção sexual NUNCA deve ser motivo para discriminação e preconceito, repudiamos e gritamos Não a Homofobia! Revoltante!”, desabafou o usuário. O vídeo não foi publicado nesta matéria por conter cenas fortes.

Notícia ao Minuto

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires