header top bar

section content

Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão em Sousa e investiga banda Aviões do Forró. Veja aqui!

A Receita Federal e a Polícia Federal investigam a banda Aviões do Forró por fraudes relacionadas à declaração de impostos da banda. Confira aqui!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

18/10/2016 às 14h40 • atualizado em 18/10/2016 às 14h45

Solange e Xand, da banda Aviões do Forró Foto: reprodução/Facebook)

A operação For All, deflagrada nesta terça-feira (18), aponta que o grupo poderia estar sonegando Imposto de Renda, além de possível ocorrência de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e associação criminosa no escritório que administra a carreira da banda.

Segundo a Coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, há também mandados de prisão para os cantores Solange Almeida e Xandy Avião, que tiveram seus sigilos fiscais quebrados.

Segundo a PF e a Receita, haveria ainda divergências sobre valores pagos em lucros e dividendos, movimentações bancárias incompatíveis com os rendimentos declarados, pagamentos elevados em espécie, além das diversas variações patrimoniais a descoberto.

São cumpridos 76 mandados judiciais, sendo 32 de condução coercitiva (quando a pessoa é levada a depor e depois é liberada) e 44 de busca e apreensão em Fortaleza, Russas (CE) e Sousa (PB). Há apenas um mandado foi cumprido na Paraíba; os demais são no Ceará. Não houve prisões. Os mandados estão sendo cumpridos por cerca de 260 policiais federais e 35 auditores.

O nome da operação foi influenciado pelas festas que aconteciam no início do século passado em cidades do Nordestes. À época, estrangeiros promoviam bailes e colocavam uma placa na porta liberando a entrada para todos (For All). A sonoridade do nome desses eventos fez surgir a palavra forró, gênero da banda cearense.

Recentemente, a AudioMix, maior escritório artístico do País, também foi alvo de investigação da Polícia Federal. A ação é parte da operação Maus Caminhos, da PF do Amazonas, que visa desarticular uma organização criminosa que teria desviado cerca de R$ 112 milhões do Fundo Estadual de Saúde do Amazonas.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações do R7

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan