header top bar

section content

NA PARAÍBA: Polícia prende comerciante condenado por mandar matar adolescente que roubou sandálias

Na época três pessoas foram presas. Um dos envolvidos descreveu no depoimento como tudo aconteceu.

Por Luzia de Sousa

17/11/2016 às 07h21

Jovem foi assassinado a tiros (Foto ilustrativa)

Policiais civis da 5ª Delegacia Distrital de Bayeux, na região metropolitana de João Pessoa, cumpriram, na manhã desta quarta-feira (16), um mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal da cidade contra um comerciante de 54 anos. Ele era procurado pelo crime de homicídio qualificado. O comerciante foi condenado pela Justiça a 17 anos de prisão. Ele aparece nos autos do processo que investigava a morte do adolescente Joanilson de Aguiar Cabral como o mandante do crime, que aconteceu na madrugada do dia 12 de maio de 2007. Na época três pessoas foram presas. Um dos envolvidos descreveu no depoimento como tudo aconteceu.

A vítima, que era suspeita de praticar vários furtos na cidade Bayeux, teria passado a noite em uma casa na companhia de quatro pessoas e, na madrugada, dois deles saíram e logo em seguida Joanilson foi embora com uma mulher. Os dois homens seguiram na direção do cemitério Senhor da Boa Morte e ficaram aguardando o casal escondidos na lateral. Armados, eles viram quando a vítima e a mulher se aproximaram e como Joanilson estava sob efeito de drogas não teria percebido a presença dos assassinos e nem desconfiou que a mulher tinha levado ele para uma armadilha.

Um deles teria dado uma gravata em Joanilson. Sem ter como reagir, ele caiu e foi atingido por dois tiros disparados pelos homens. O adolescente morreu no local e pessoas que viram os dois acusados levaram a policia até os responsáveis pelo crime. Os suspeitos e a mulher foram presos dias depois e confessaram que o homicídio tinha sido encomendado pelo comerciante, que teria pago R$ 500 para executar o jovem. O crime teria sido motivado por vingança porque o adolescente era suspeito de ter furtado 16 pares de sandálias do mercadinho do comerciante.

Ele foi a júri popular e condenado, recorreu da sentença, mas em 2011 a decisão foi mantida pelo Tribunal de Justiça da Paraíba e desde então era considerado foragido. A polícia chegou até ele depois de uma ligação feita para o número 197 Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social. “Recebemos a informação e montamos uma campana, quando observamos a presença de Narcisio no mercadinho dele que fica no bairro Santa Bárbara, em Bayeux, abordamos e apresentamos o mandado de prisão”, falou o delegado da 5ª DD, Diego Garcia.

O comerciante foi levado para a Delegacia de Bayeux e depois de ouvido encaminhado para Central de Polícia, no Geisel, para aguardar a audiência de custódia que vai determinar em que Presídio do Estado ele vai cumprir a pena.

Da assessoria do governo da Paraíba

NO CALDEIRÃO POLÍTICO NA TV

Advogado fala da profissão, discute política e diz que Luciano Cartaxo é favorito nas eleições de 2018

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida

SAÚDE MENTAL

VÍDEO: “Psicologia no Ar” reestreia na TV debatendo as dúvidas e estereótipos que os psicólogos carregam

ENTREVISTA

VÍDEO: Com demonstrações ao vivo, fisioterapeuta cajazeirense explica como funciona a Quiropraxia