Policial
18/11/2016 às 07h40 • atualizado em 18/11/2016 às 08h17

postado por: Luzia de Sousa

MPF denuncia prefeito eleito de Sousa por ‘ameaçar’ oficial durante citação por fraude

A pena prevista no Código Penal é de detenção de dois meses a dois anos.

Fábio Tyrone é denunciado pelo MPF (foto: DS)

O Ministério Público Federal (MPF) em Sousa denunciou o prefeito eleito do Município de Sousa, Fábio Tyrone, por opor-se à execução de ato legal, mediante violência ou ameaça a funcionário competente para executá-lo ou a quem lhe esteja prestando auxílio, crime previsto no artigo 329 do Código Penal.

Segundo a denúncia, depois de várias tentativas frustadas de encontrar Fábio Tyrone em sua residência e por telefone para cumprir mandado de citação, o oficial de Justiça o encontrou em 13 de setembro de 2016, durante realização de evento de campanha eleitoral. Na ocasião, o então candidato Fábio Tyrone, denunciado por fraude licitatória quando foi prefeito em 2011 (ação penal 0001459-73.2012.4.05.8202), se opôs à execução do ato legal, intimidando e ameaçando o oficial.

De acordo com o MPF, a partir de relato do oficial de Justiça, Fábio Tyrone chegou a assinar o mandado judicial de fl. 21, amassou-o com as mãos e o jogou no chão, recusando-se a assinar o auto de qualificação (fl. 23 e 26/27).

Ainda segundo o Ministério Público, notificado para ser interrogado no presente procedimento, Fábio Tyrone, mais uma vez, não foi encontrado em sua residência. A pena prevista no Código Penal é de detenção de dois meses a dois anos.

O outro lado
A reportagem tentou ouvir o eleito, porém, sem êxito, mas fica aberto o espaço caso queira se pronunciar sobre o caso.

DIÁRIO DO SERTÃO com MPF

Deixe seu comentário