Policial
24/11/2016 às 17h26 • atualizado em 24/11/2016 às 19h06

postado por: Luzia de Sousa

Presidente da Câmara de São João do Rio do Peixe explica condução coercitiva para audiência de Instrução e Julgamento. VEJA!

Segundo o vereador, existiu o pedido de condução coercitiva, mas ele não teria chegado a ser levado pelos policiais.

Vereador Luiz Claudino de São João do Rio do Peixe

O vereador reeleito, Luiz Claudino (PSDC), atual presidente da Câmara Municipal de São João do Rio do Peixe entrou em contato com a reportagem do Diário do Sertão para explicar sobre o pedido de condução coercitiva por parte do Juiz da 1ª Vara, Jose Irlando Sobreira Machado.

Segundo o vereador, existiu o pedido de condução coercitiva, mas ele não teria chegado a ser levado pelos policiais até o fórum, pois teria ido em seu veículo. “Sou somente testemunha”.

Ele encaminhou uma nota para explicar o fato ocorrido nesta quinta-feira. Veja:

NOTA DE ESCLARECIMENTO
A respeito da falsa notícia sobre uma suposta condução coercitiva do vereador Luiz Claudino é importante informar que tudo não passa de um grande equívoco.
Na verdade, o vereador é apenas testemunha em uma ação que tem como réu o vereador e ex-presidente da Câmara de SJRP, Humberto do Pé de Serra.
Ocorre que no mês de junho último, Luiz Claudino, por esquecimento, acabou não comparecendo a uma audiência.
Por conta desse ocorrido, a audiência foi remarcada para a data de hoje e, por uma questão de praxe, a Justiça mandou a polícia certificar a testemunha sobre a necessidade de sua presença.
Após confirmar que a testemunha estava na cidade e iria comparecer espontaneamente à audiência, a PM foi embora e o vereador foi sozinho em sua moto para o Fórum.

Entenda
O vereador reeleito, Luiz Claudino (PSDC), atual presidente da Câmara Municipal de São João do Rio do Peixe teria sido conduzido coercitivamente ao fórum Dr. João B. de Albuquerque, com sede na Rua Capitão João Dantas Roteia, Bairro Populares. Ele não teria comparecido a audiência que havia sido notificado.

+ Região de Cajazeiras: Presidente de Câmara é destituído do cargo e 1º Secretário assume

A informação foi confirmada nesta quinta-feira (24) pelo Sargento Laércio, Comandante do Destacamento da Polícia Militar, em São João do Rio do Peixe.

Segundo o sargento, o juiz da 1ª Vara, Jose Irlando Sobreira Machado fez a solicitação para que uma guarnição levasse o vereador até o fórum, pois foi citado como testemunha em um processo de Instrução e Julgamento.

Laercio explicou que a condução foi feita às 8h30min desta quinta-feira, para que o presidente da Casa Legislativa participasse de audiência em uma ação movida pelo Ministério Publico Estadual.

A reportagem do Diário do Sertão tentou ouvir o juiz, mas não foi possível, pois segundo informações repassadas por servidores da Justiça, Irlando viajou para João Pessoa após as audiências do dia. Não foram repassadas informações sobre o teor da audiência.

O outro lado
A reportagem também tentou ouvir o vereador citado, mas ele não atendeu as ligações da reportagem.

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário