header top bar

section content

MPF revela que após deflagração da Andaime em 2015, condutas delituosas permaneceram até 2016; Três ex-prefeitos e uma secretária de Cajazeiras tiveram conduções coercitivas decretadas e sequestro de bens

Até o fechamento desta matéria, Severino Pereira da Silva, engenheiro fiscal da Caixa Econômica Federal, permanecia foragido. Ele teve pedido de prisão temporária decretado.

Por Luzia de Sousa

31/01/2017 às 12h23 • atualizado em 31/01/2017 às 10h49

Cumprimento de mandado de busca na prefeitura de Cajazeiras (Foto: Ângelo Lima)

O Ministério Público Federal listou nessa segunda-feira (30), os nomes dos investigados na quarta fase da Operação Andaime, deflagrada na sexta-feira (27). O que causou surpresa foi a declaração do MPF, dando conta que após a deflagração da primeira fase da Andaime, em em junho de 2015, as condutas delituosas permaneceram até o ano de 2016.

+ EXCLUSIVO: Prisões de empreiteiros, mestre de obras e engenheiro marcam quarta fase da Operação Andaime; Ex-prefeito de Cajazeiras se apresenta e tem prisão solicitada. Veja nomes!

A operação investiga fraudes licitatórias, desvios de recursos públicos, corrupção ativa e passiva, uso de empresas fantasma e de fachada para ocultação da origem e do destino dos recursos, fraudes fiscais e falsificação de documentos públicos relacionados a pavimentação de ruas no Município de Cajazeiras entre os anos de 2008 a 2016.

Nesta fase a secretária de Fazenda Pública, Josefa Vanóbia Ferreira Nóbrega de Souza, Leandro Ferreira de Morais, Elmatan Peixto do Nascimento, Maria Nayana da Silva Bezerra, Eliane Matias da Silva, João Batista da Silva, Francisco de Assis Gonçalves Santana, Jeane Gonçalves Santana e Moacir Viana Sobreira tiveram prisões temporárias indeferidas pela Justiça, mas convertidas em conduções coercitivas.

Como funcionava o esquema:

Tiveram bens sequestrados, além dos ex-prefeitos Léo Abreu, Carlos Rafael e Carlos Antônio, e Luci Fernandes, também tiveram bens e ativos financeiros sequestrados pela Justiça as seguintes pessoas: Mario Messias Filho, José Hélio Farias, Afrânio Gondim Júnior, Márcio Braga de Oliveira, Josefa Vanóbia Ferreira Nóbrega de Sousa, Leandro Ferreira de Morais, Elmatan Peixoto do Nascimento, Eliane Matias da Silva, João Batista da Silva, Francisco de Assis Gonçalves Santana, Jeane Gonçalves Santana, Moacir Viana Sobreira e Severino Pereira da Silva.

Os empresários Mário Messias Filho (Marinho – ex-candidato a prefeito de Cajazeiras) e Afrânio Gondim Júnior, além do mestre de obras José Hélio Farias e do engenheiro fiscal da Prefeitura Municipal de Cajazeiras, Márcio Braga de Oliveira, continuam presos preventivamente no presídio regional de Cajazeiras.

Até o fechamento desta matéria, Severino Pereira da Silva, engenheiro fiscal da Caixa Econômica Federal, permanecia foragido. Ele teve pedido de prisão temporária decretado pela Justiça Federal.

Ex-prefeitos
Três ex-prefeitos foram conduzidos coercitivamente para prestar depoimentos na última sexta-feira na Polícia Federal em Patos, os ex-prefeitos de Cajazeiras, Leonid Souza de Abreu (Léo Abreu) e Carlos Rafael Medeiros de Souza. O mesmo aconteceu com Luci Fernandes Dutra Pereira, esposa do foragido Severino Pereira da Silva. Já o ex-prefeito Carlos Antônio de Araújo Oliveira, que também teve mandados de condução coercitiva, buscas e sequestro de bens contra ele deferidos, se apresentou à PF em Patos nessa segunda-feira. Carlos Antônio, inclusive, teve prisão temporária pedida pelo MPF, mas indeferida pela Justiça.

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!