header top bar

section content

Corpo de jovem morto no Maranhão será velado em capela de São João do Rio do Peixe

O corpo será transladado para a cidade São João do Rio do Peixe, onde deverá ser sepultado.

Por Luzia de Sousa

12/02/2017 às 12h29 • atualizado em 12/02/2017 às 17h41

Pierson Formiga (Foto: Arquivo pessoal)

O corpo do jovem Pyerson Formiga  será transladado para a cidade de Uiraúna, depois seguirá para São João possivelmente às 21h30min deste domingo (12). O corpo será velado na capela de São Francisco em São João do Rio do Peixe e o sepultamento ocorrerá nessa segunda-feira (13), às 9h no cemitério local.

Entenda
Morreu vítima de acidente na noite desse sábado (11), o jovem Pyerson Formiga, 35 anos, natural de São João do Rio do Peixe. O acidente ocorreu na cidade de Zé Doca, interior do Estado de Maranhão.

+ Menino é atingido por tiros no pescoço, na mão e no peito e está em estado grave. Veja!

O sertanejo da Paraíba era motorista de caminhão e trabalhava no estado do Maranhão como representante de vendas.

De acordo com as informações chegadas a nossa reportagem, o jovem conduzia uma moto no momento do acidente e teria tentado desviar de uma bicicleta quando perde o controle do veículo caindo ao solo.

A vítima teria sido socorrida para o Hospital da cidade de Zé Doca, mas não teria resistido aos fermentos indo a óbito.

A mãe do jovem é natural de São João do Rio do Peixe e o pai de Uiraúna, no Sertão da Paraíba. Uma prima do jovem confirmou a morte dele através das redes sociais e lamentou o fato: “Primo, amigo e irmão, te amo meu gordinho”, postou a menina.

Veja postagem!

DIÁRIO DO SERTÃO com informações de Wlisses Estrela

PRECONCEITO

EM CAJAZEIRAS: Gari revela que as pessoas negam água e restaurantes proíbem entrada para comprar marmita

ABANDONADO

VÍDEO: Após saber da morte da mãe, homem passa fome nas ruas de Cajazeiras e faz apelo emocionante para voltar pra casa

PSICOLOGIA NO AR

PERIGO: Médico neurologista faz importante alerta para quem usa remédios tarja preta para dormir

OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’