header top bar

section content

MAIS MORTE NO SERTÃO: Motociclista morre em acidente na PB-366 em São José de Piranhas

De acordo com informações, a vítima Jorge Carlos Bandeira Feliciano provavelmente tenha sobrado em uma curva da estrada.

Por Luzia de Sousa

20/02/2017 às 08h38 • atualizado em 20/02/2017 às 08h41

Homem morre vítima de acidente no Sertão da Paraíba (Foto: Radar Sertanejo)

Um motociclista de 31 anos morreu em um acidente na rodovia PB-366, no trecho entre o distrito de Boa Vista no município de São José de Piranhas ao estado do Ceará. O sinistro aconteceu por volta das 23h00 desse domingo (19), próximo da Vila produtiva Rural Cacaré, construída pelo Projeto São Francisco.

+ Duas pessoas morrem em grave acidente na BR 230 próximo ao presídio de Cajazeiras; carro e moto ficaram destruídos

De acordo com informações, a vítima Jorge Carlos Bandeira Feliciano provavelmente tenha sobrado em uma curva da estrada. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas ao chegar ao local encontrou o homem já sem os sinais vitais.

Uma guarnição da 3ª Companhia da Polícia Militar de São José de Piranhas compareceu ao local para adotar os procedimentos de praxe. Somente por volta das 4h30 da manhã desta segunda-feira (20) foi que chegou uma viatura do Gemol para conduzir o corpo para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Patos, onde será feita a perícia técnica, para divulgar a real causa da morte.

Jorge Carlos Bandeira Feliciano residia na Vila Produtiva Rural (VPR) Quixeramobim, que fica próxima ao limite com o município de Barro-CE.

Do Radar Sertanejo

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares