header top bar

section content

‘ATRAPALHOU O SONO’: Padrasto confessa que matou bebê por causa do choro da criança

Padrasto confessa que matou bebê por causa do choro da criança.

Por Luzia de Sousa

01/03/2017 às 14h03 • atualizado em 01/03/2017 às 11h09

Luan, de 21 anos, era padrasto de Mariah, de dez meses. Ele foi acusado de agredir e matar a criança. Depois de bater em Mariah, ele a socorreu. No hospital, Luan disse que a criança havia engasgado com iogurte. Os médicos suspeitaram da versão e descobrira, que o alimento havia sido jogado na boca na menina antes de chegarem ao hospital. Luan foi preso no velório. Na delegacia ele confessou o crime. Para justificar a morte da bebê, ele falou que a menina não parava de chorar e que atrapalhou o sono dele durante a noite. O crime foi em Santa Catarina.

R7

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda

AO VIVO NA TV

BOMBA! Ator cajazeirense revela que foi estuprado quando era coroinha de igreja: “Fui pra missa chorando” – ASSISTA!

TEM POTENCIAL

VÍDEO: Atleta cajazeirense pede ajuda pra realizar sonho de correr a São Silvestre; veja como patrocinar