header top bar

section content

‘ATRAPALHOU O SONO’: Padrasto confessa que matou bebê por causa do choro da criança

Padrasto confessa que matou bebê por causa do choro da criança.

Por Luzia de Sousa

01/03/2017 às 14h03 • atualizado em 01/03/2017 às 11h09

Luan, de 21 anos, era padrasto de Mariah, de dez meses. Ele foi acusado de agredir e matar a criança. Depois de bater em Mariah, ele a socorreu. No hospital, Luan disse que a criança havia engasgado com iogurte. Os médicos suspeitaram da versão e descobrira, que o alimento havia sido jogado na boca na menina antes de chegarem ao hospital. Luan foi preso no velório. Na delegacia ele confessou o crime. Para justificar a morte da bebê, ele falou que a menina não parava de chorar e que atrapalhou o sono dele durante a noite. O crime foi em Santa Catarina.

R7

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula