header top bar

section content

Agressão do “outro mundo”: funcionário de cemitério alega ter sido agredido por morto

A vítima, supostamente embriagada, teria acionado a Polícia Militar e afirmado que teria sido agredido por um desconhecido com uma paulada na cabeça.

Por Priscila Belmont

04/05/2017 às 09h15

Foto: Milton Rogério

Um caso inusitado foi apresentado no plantão policial na tarde desta segunda-feira, 1º, feriado dedicado ao Dia do Trabalhador: um funcionário do cemitério Santo Antonio de Pádua, localizado na rua Adolfo R. Caputto, na Boa Vista, alega ter sido “agredido por um morto”.

O São Carlos Agora apurou que a vítima, supostamente embriagada, teria acionado a Polícia Militar e afirmado que teria sido agredido por um desconhecido com uma paulada na cabeça.

Foi solicitado uma ambulância do Samu que encaminhou-o até a UPA Vila Prado onde passou por uma sutura no couro cabeludo, uma vez que abriu um ferimento de aproximadamente 7 centímetros. O funcionário apresentava ainda arranhões pelo corpo.

Durante o atendimento médico, indagado pela segunda vez sobre a agressão, o homem não conseguia pronunciar seu nome e nem a idade e mudou a versão dos fatos, ao afirmar que teria sido agredido por um morto.

Agora, a Polícia Civil terá um grande trabalho para apurar o autor da agressão. Deste, ou do outro mundo…

São Carlos Agora

ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”