header top bar

section content

VÍDEO: Presidente da ASPOL-PB visita Cajazeiras para mobilizar policiais civis por melhorias à categoria

Suana Melo conta que por dois anos e meio os policiais civis tentam negociar com os gestores, mas não conseguem as garantias que reivindicam

Por Jocivan Pinheiro

12/01/2018 às 17h08

A presidente da ASPOL-PB (Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba), Suana Melo, esteve em Cajazeiras cumprindo agenda de visitas a instituições da Polícia Civil com intuito de manter policiais e demais agentes mobilizados por melhorias.

Na semana passada a associação liderou uma paralisação de 24 horas no estado. Mas, de acordo com Suana, não houve resultado prático. Por isso as mobilizações devem continuar.

VEJA TAMBÉM: Polícia Civil da Paraíba paralisa atividades por 24 horas

Ela conta que por dois anos e meio os policiais civis vêm tentando negociar com os gestores estaduais, mas não conseguem as garantias que reivindicam, como reajuste salarial e melhoria nas estruturas e equipamentos.

“É necessário reivindicar direitos, e os policiais estão fazendo atos em prol de fazer com que os gestores se sensibilizem com relação aos problemas que a gente enfrenta, tanto em relação a defasagem salarial como também aos problemas de estruturas. Mas infelizmente não prosperamos nesses diálogos e é por isso que os policiais saem reivindicando.”

Segundo Suana, coletes vencidos e armamentos com defeitos foram alguns dos problemas da Polícia Civil da Paraíba que se tornaram públicos através da imprensa nacional. Além disso, ela afirma que os salários da Polícia Civil do estado são os piores do Brasil.

DIÁRIO DO SERTÃO

PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa