header top bar

section content

Vixe: Esfaqueada há dias, família de menina denuncia falta de médico e de delegado. Veja

De acordo com a denunciante, as mulheres agressoras continuam livres

Por Luzia de Sousa

12/02/2016 às 10h00 • atualizado em 13/02/2016 às 11h11

Menina foi esfaqueada nas costas durante o carnaval

Uma adolescente de 13 anos foi atacada por quatro menores e recebeu várias facadas pelas costas. O fato ocorreu nesse domingo (7) de carnaval, na cidade de Bonito de Santa Fé. Mas, o mais grave é que segundo a família, a menina foi levada ao hospital e não foi medicada por falta de médico.

A esposa de um tio da adolescente, identificada por Francy Sousa relatou na sua pagina do Facebook que a menina teve que voltar para residência com os ferimentos abertos e até o final da noite dessa quinta-feira(11), ainda estava na mesma situação.

Denúncia da família feita através da rede social Facebook

“No hospital não tinha médico, na delegacia não tinha delegado, não existia ambulância para levar a minha sobrinha para outras cidades, para que ela fosse atendida. Como pode existir uma cidade tão miserável, onde as pessoas morrem por falta de atendimento?”, desabafou.

De acordo com a denunciante, as mulheres agressoras continuam livres e o pior: debochando e fazendo ameaças à adolescente e à família dela. Foi o que citou uma irmã da adolescente, em um comentário da postagem

A família da adolescente fez a denúncia via Facebook e demonstrou muita indignação

A família da adolescente fez a denúncia via Facebook e demonstrou muita indignação

Segundo o cabo Jane, da PM, a família esteve no pelotão e narrou todo acontecido. Ainda segundo o policial, as agressoras também são menores e o caso deve ser resolvido na delegacia de polícia civil da cidade. Além disso, a família foi orientada a procurar o Conselho Tutelar para ir adiante com o caso.

O outro lado
A reportagem do Diário do Sertão tentou ouvir os responsáveis pela direção do hospital municipal, mas segundo informações de um vereador da cidade, a unidade de saúde não tem linha telefônica.
O Diário do Sertão também tentou ouvir o delegado da cidade, mas sem êxito. Já o delegado da seccional, George Wellington estava com telefone indisponível.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan