header top bar

section content

As quentes da política sertaneja na Faisqueira

Delzinho Em entrevista à imprensa, o vereador Delzinho (PT), da Câmara de Cajazeiras, afirmou que vai votar em Jeová Campos (PT), para deputado federal, em 2010. Mas ainda não sabe em que vai votar para deputado estadual e defende um nome de consenso do seu grupo político. Resta saber o que vai sobrar da união […]

Por

17/05/2009 às 11h52

Delzinho
Em entrevista à imprensa, o vereador Delzinho (PT), da Câmara de Cajazeiras, afirmou que vai votar em Jeová Campos (PT), para deputado federal, em 2010. Mas ainda não sabe em que vai votar para deputado estadual e defende um nome de consenso do seu grupo político. Resta saber o que vai sobrar da união do grupo político que elegeu Léo Abreu para prefeito de Cajazeiras, no próximo ano. Pelo andar da carruagem, os interesses são tantos, que dificilmente, em 2010, exista apenas um nome para ser votado para deputado estadual.

Delzinho 2
Nesta mesma entrevista, prestada ao jornalista Fernando Caldeira, no Programa Trem das Onze, da Rádio Alto Piranhas, Delzinho defendeu uma reforma no Secretariado de Léo Abreu e disse ainda que não foi beneficiado em nada pelo Governo Maranhão III. Tem um detalhe: não sabe ainda em quem vai votar para governador. Está faltando conversa de pé de ouvido com Delzinho. Quem se habilita a fazer o meio-campo?

Anticlerical
O áudio e a noticia de uma gravação de um ato sexual envolvendo um padre, que circula pela internet, teria sido divulgado por uma emissora de rádio de Cajazeiras com a finalidade de atingir a igreja católica. Teria havido “incentivo e intenção” de um segmento do protestantismo radical existente na cidade. A divulgação não teria passado pelo conhecimento dos donos e da direção da emissora, que além de serem católicos praticantes, têm grandes laços de amizades e fraternidade com o clero da Diocese de Cajazeiras. Lamentável.

Gatunagem
O prefeito de Cajazeiras, médico Léo Abreu, precisa não só ficar muito esperto, mas principalmente de olho vivo e bem aberto. Tem “nego” aí querendo meter a mão no que não é seu e está executando serviços sem o conhecimento da repartição a que pertence. E o mais grave: está botando o dinheiro no bolso ao invés de mandar recolher aos cofres públicos. Caso o fato seja comprovado, cabe aí uma demissão sumária e imediata, para livrar a administração pública de elementos perniciosos e gatunos.

Ricardão
O suplente de deputado Ricardo Barbosa teve seu nome ventilado para assumir uma secretaria na Administração do médico Léo Abreu. “Desapeado” do poder desde a cassação do governador Cássio da Cunha Lima, Ricardo deve ter perdido as benesses do poder e um “bico” na prefeitura de Cajazeiras cairia bem no orçamento familiar. Não se sabe ainda quem vai perder a vaga pra ele. Um esperto cidadão comentou: a pior praga de uma administração é o famigerado “compromisso de campanha”.

Varre varre vassourinha
A equipe encarregada da limpeza pública, na atual administração, ainda não conseguiu engrenar o sistema de coleta de lixo da cidade. Funcionários e carros para a coleta têm além da conta, mas está sobrando lixo em muitos pontos da cidade. Comenta-se a boca miúda pelas esquinas da cidade que o pessoal da área estaria fazendo isto de propósito para “pressionar” a contratação de mais pessoal e veículos e justificar mais fortemente o seu ganha pão.

Varre varre vassourinha 2
Os pontos mais críticos ficam situados onde a prefeitura coloca camburões para coleta de lixo e neles acumulam montanhas de lixo, principalmente orgânico, o que vem causando uma fedentina enorme causando mal estar nas pessoas das residências mais próximas e nos transeuntes. O mais lógico era acabar com este sistema e cada um colocaria o seu lixo em frente de sua casa no dia da coleta que a prefeitura realiza. É camburão transbordando de lixo pelas esquinas da cidade que não acaba mais e a cachorrada faz a sua festa ao lado dos catadores de lixo.

Como urubu
Tem nego aí de olho nos 450 mil reais que o prefeito Léo Abreu conseguiu junto ao governo federal para a realização do Xamegão 2009, embalado na canção junina: “olha pro céu meu amor, veja como ele está lindo”. Mas lindo mesmo são as notas coloridas que do céu vão descer para o bolso dos empresários de bandas de outras regiões e para os nossos forrozeiros pouco ou quase nada nos festejos juninos. Não seria a hora de prestigiar a prata de casa?

Ainda no palanque
João Fumaça, primo de Faisqueira, se encontrou esta semana numa das esquinas da cidade e comentou: – Fumaça, na minha longa vida de militante político nunca vi uma coisa desta em Cajazeiras, depois de uma campanha política, nem um lado e muito menos o outro ainda não desceu do palanque. As discursões continuam cada vez mais acirradas e acaloradas e isto é um prenúncio de que a campanha que se avizinha vai ser muito perigosa. E Fumaça do alto de sua sabedoria, pipocou: é Faísca, o jogo de interesses deste povo é muito grande e ninguém quer ficar fora da partilha do bolo.

Apuração
Depois da denúncia, conhecida como “escândalo das placas”, a Sctrans – Superintendência Cajazeirense de Transportes e Trânsito, o Superintendente, Major Marcos, mandou instalar um inquérito para apurar “tintim por tintim” se são verdadeiras ou não o que foi amplamente divulgado por alguns órgãos de imprensa da cidade. Confirmando-se, cabeças poderão rolar. O prefeito Léo Abreu teria ficado muito bravo e determinou ao Major Marcos muito rigor nas apurações, talvez inspirado nas palavras de Jeová no dia de sua posse: “Léo nem roube e nem deixe roubar”. Sábias palavras.

Do Gazeta do Alto Piranhas

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada