header top bar

section content

As quentes da política de Cajazeiras e região na Faisqueira da semana

Antes que o galo cantasse três vezes, a maioria dos vereadores que foram eleitos para fazer oposição, na Câmara Municipal de Cajazeiras, aderiu ao esquema situacionista.

Por

09/05/2009 às 13h23

Adesão
Antes que o galo cantasse três vezes, a maioria dos vereadores que foram eleitos para fazer oposição, na Câmara Municipal de Cajazeiras, aderiu ao esquema situacionista. Com uma explicação muito simples: precisamos ajudar a cidade. O povo que o diga que tipo de ajuda estes parlamentares mirins estão dando aos munícipes cajazeirenses. Vivemos um cenário de abandono, os elegemos para uma posição e agora estão noutra, dizem os eleitores destes edis sobre a atuação dos mesmos.

Família inteligente
Um ouvinte ligou para uma emissora de rádio para fazer uma participação e falou: “quero dar os parabéns à família Abreu”. É a mais inteligente da cidade. No Processo Seletivo realizado, pela prefeitura de Cajazeiras, o que se ler mais na relação dos aprovados é o sobrenome Abreu. Um popular ao ouvir a intervenção, comentou: ô bichinho da língua ferina.

Risco na água
Um forte correligionário do prefeito Léo Abreu estava bufando pelas ventas de raiva de um assessor do prefeito porque o mesmo não havia atendido um pedido de uma pessoa. Este assessor teria recebido um bilhete do chefe do executivo e simplesmente o amassou e disse que não teria condições de atender. O não atendido saiu espalhando pela rua que uma ordem do prefeito, para “este elemento” era o mesmo que “um risco n água”. O correligionário tava doidinho para falar com Dr. Léo para “notificar” o “zeloso” auxiliar.

Olho aberto

Eleitores e correligionários do prefeito Léo Abreu têm defendido uma reforma mais do que urgente na sua equipe de governo. Segundo os mesmos tem gente por aí indo com muita sede ao pote. E se comprovadas as conversas que circulam pela cidade é coisa de complicar muita a vida de Dr. Léo. Ou ele abre bastante o olho e põe uma cancela com cadeado na entrada da prefeitura ou a vaca vai parar no brejo.

Sem oposição
Comenta-se a boca miúda pelas ruas da cidade que se o prefeito Léo Abreu tivesse, como Carlos Antonio teve, três vereadores na oposição da qualidade de Severino Dantas, Carlos Rafael e Chagas Amaro a sua administração já tinha sido detonada mais de uma centena de vezes da tribuna da Câmara. Os “boateiros” dos bastidores da política têm achado muito estranho o silêncio de alguns vereadores da oposição, mesmo sabendo de alguns fatos relevantes, estão mudos, mudinhos da silva de “mavegepe”.

Insatisfeito
O vereador Marcos do Riacho do Meio (PT) teria dito a alguns amigos mais íntimos que está faltando “uma gota d água” para transbordar o seu poço de insatisfação enquanto no exercício da Secretaria de Infra-estrutura do município de Cajazeiras. Tem sido o “saco de pancadas” de uma volumosa parcela da população, principalmente, no que se refere às questões de lixo, buracos nas ruas e iluminação pública.

Insatisfeito 2
Mas a insatisfação de Marcos estaria sendo bem maior é a de que não está vendo seus pleitos serem atendidos, enquanto os vereadores que estão no exercício, estariam rindo a toa com as benesses que estariam “caindo em seus colos”. Teria dito ainda que o seu relacionamento com os outros secretários não anda nada amistoso. Está com uma vontade imensa de voltar para a Câmara, lugar “de onde nunca deveria ter saído”, diz.

Insatisfação
Com revolta, fúria e insatisfação quem estaria mesmo é a ex de Poço de José de Moura, Aurileide Moura e já não teria mandado o prefeito Peixe Moura “pras cucuias do inferno” porque tem dois irmãos como secretário da cidade. Tem um secretário do prefeito que vem “bloqueando” as suas inúmeras pretensões. Mas tudo leva a crer, segundo fontes ligadas a este auxiliar é que ela “pensa que ainda é a prefeita”. A situação é de vaca desconhecer bezerro. Tem gente que pensa que o poder é eterno.

Encrenca
Fontes “palacianas” dizem que encrenca e confusão grossas, na prefeitura de Cajazeiras, têm sido no setor de locação de veículos. Tem um pequeno e reduzido grupo, como se fala no jargão popular, que quer “comer tudo” sozinho. Este fato tem dado muita dor de cabeça ao prefeito Leó Abreu e também aos responsáveis pelo setor. Esta “moinha” não quer nem saber quais os problemas que vão “estourar” no Tribunal de Contas do Estado, até porque não são os “famintos” que se prejudicarão, mas o prefeito. Olho aberto Dr. Léo, muito cuidado!

A favor
O vereador Severino Dantas (PT) foi, na legislatura passada, o mais ferrenho adversário político do prefeito Carlos Antonio. Não tinha “boquinha”. Votava sempre contra, fosse qual fosse a matéria oriunda do poder executivo. Hoje, Severino mudou. Tem outra postura. Agora na situação mudou completamente, “Haja governo, sou a favor”. Tudo aquilo que antes não servia ao município, hoje é uma beleza. É com se costuma dizer: no poder até o rabo do jumento é doce.

Do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!