header top bar

section content

Justiça se pronunciará em breve sobre falsificação de escolaridade em Bom Jesus

O caso é similar ao do ex-presidente da Câmara Federal , João Paulo Cunha(PT), que usou o mesmo artifício para comprovar que era formado em direito.

Por

27/03/2009 às 00h07

O advogado do engenheiro Roberto Baima(PT), candidato a prefeito de Bom Jesus pediram a anulação do registro da candidatura de Manuel Dantas(PMDB). A Alegação, é que Manoel usou Certificado falso para comprovar que não era analfabeto.

Segundo Marcelo Weick Pogliese, pelo Certificado, Manoel Dantas teria cursado o primário , mas segundo provas levantadas na escola onde supostamente o prefeito eleito havia estudado, não existe nenhum documento que comprove a sua matricula escolar nem tão pouco a sua freqüência, deixando explicito a falsificação, que teve a conivência de funcionários da referida escola.

O caso já foi encaminhado para a Policia Federal e segundo Baima, todo processo já se encontra nas mãos do Juiz eleitoral que deverá se pronunciar em breve.

O petista pediu a cassação do diploma e, caso a Justiça Eleitoral julgue procedente, ele pode vir a assumir o cargo com o afastamento de Manoel Dantas.

Roberto diz acreditar na cassação de Manoel Dantas, tendo em vista as provas contundentes de falsificação de documentos, devidamente comprovada nos autos do processo.

O caso é similar ao do ex-presidente da Câmara Federal , João Paulo Cunha(PT), que usou o mesmo artifício para comprovar que era formado em direito.

JOSELITO FEITOSA
Da Redação do Diário do Sertão

Tags:
ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa

VÍDEO

Padre anuncia reforma da paróquia São João Bosco de Cajazeiras a avalia atuação do bispo