header top bar

section content

Vereador tem mandato extinto por faltar demais a sessões ordinárias em Câmara Municipal da Paraíba

O parlamentar alegou que faltou por problemas de saúde e vai recorrer da decisão apresentando à Justiça atestados médicos

Por Jocivan Pinheiro

05/03/2016 às 15h30 • atualizado em 05/03/2016 às 15h32

Vereador Marcos Vinícius Silva

Vereador Marcos Vinícius Silva

Um vereador da cidade de Cuité, no Agreste da Paraíba, teve o mandato extinto pela Câmara Municipal da cidade na noite da quinta-feira (3).

Marcos Vinícius Silva (PSB) foi julgado em um processo administrativo que comprovou o excesso de faltas dele nas sessões ordinárias de 2015. De acordo com o processo, o parlamentar faltou mais de 60% das sessões do ano passado.

Marcos também foi flagrado em um vídeo, divulgado nas redes sociais, em que aparece exibindo notas e pacotes de dinheiro com cédulas de R$ 50 e R$ 100. No vídeo, ele explica que o dinheiro seria usado com bebidas e garotas de programa.

Por telefone, o parlamentar informou à TV Cabo Branco que estava passando por problemas de saúde e que por isso faltou às sessões.

Ele também explicou que telefonava para a Câmara e perguntava se era necessário levar os atestados, mas foi informado de que não precisava.

Marcos ainda disse que tem todos os atestados e que vai entrar com recurso na Justiça. Sobre o vídeo, ele não quis comentar.

O G1 tentou entrar em contato com o presidente da Câmara de Vereadores de Cuité, José Evanuel Moreira Bezerra, para saber o que a Casa teria a falar sobre a resposta dada pelo parlamentar, mas os telefonemas não foram atendidos.

Do G1 PB

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor