header top bar

section content

Gemido de mulher interrompe discurso de Cássio na comissão do impeachment; VÍDEO!

A gravação, no entanto, trata-se do ‘gemido’ de uma mulher que circula em mensagens no WhatsApp.

Por Luzia de Sousa

29/04/2016 às 09h38 • atualizado em 03/05/2016 às 12h15

Cássio Cunha Lima, senador da Paraíba

Fala do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) foi interrompida por ‘gemido’ de mulher reproduzido por celular de assessor

O debate acerca do pedido de afastamento da presidente Dilma Rousseff na Comissão Especial do Impeachment no Senado teve um episódio inusitado na noite desta quinta-feira (28).

Durante o comentário do líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), a respeito do discurso da jurista Janaína Paschoal, um assessor que utilizava o celular logo atrás do senador reproduziu um áudio constrangedor que acabou sendo captado pelos microfones da Casa.

Nitidamente constrangido, Cunha Lima chegou a pedir que o imprevisto fosse descontado de seu tempo ao microfone. “Peço que desconte do meu tempo o choro do bebê”, disse.

A gravação, no entanto, trata-se do ‘gemido’ de uma mulher que circula em mensagens no WhatsApp. O áudio normalmente vem “disfarçado” em outros conteúdos e visa justamente constranger aqueles que apertarem o “play”.

Na internet, diversas pessoas perceberam o deslize e fizeram piada com o episódio. “Quem nunca abriu um daqueles vídeos com áudio da moça gemendo não é mesmo?”, brincou um internauta. “Abriram um pornô em pleno Senado!”, exclamou outro.

Veja o momento em que a gravação foi reproduzida no Senado:

Último segundo

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan