header top bar

section content

Presidente da comissão, Senador Raimundo Lira confirma leitura de relatório sobre impeachment; veja!

A informação foi confirmada pelo presidente do colegiado mesmo antes da apresentação da defesa escrita da presidente afastada Dilma Rousseff

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

12/07/2016 às 13h33 • atualizado em 12/07/2016 às 13h34

'Acreditamos que mostramos ao país que a comissão estava trabalhando para atender as expectativas da população', disse Lira

Após ter dado por encerrada a etapa de produção de provas, o presidente da Comissão Especial do Impeachment do Senado Federal, Senador Raimundo Lira (PMDB-PB), confirmou que o colegiado só voltará a se reunir no próximo dia 2 de agosto, a partir de meio-dia. Na oportunidade, os membros da comissão irão ouvir a leitura do relatório de Antonio Anastasia (PSDB-MG).

No dia 3, o documento será discutido e deve ser votado no dia seguinte, na comissão. A informação foi confirmada pelo presidente do colegiado mesmo antes da apresentação da defesa escrita da presidente afastada Dilma Rousseff, feita por seu advogado, José Eduardo Cardozo.

Missão cumprida

Em entrevista à Agência Senado de Notícias, Raimundo Lira avaliou positivamente o trabalho do grupo. Segundo ele, foram 28 encontros, 127 ofícios expedidos e 130 requerimentos aprovados.

— Acreditamos que mostramos ao país que a comissão estava trabalhando para atender as expectativas da população. Em nenhuma das reuniões deixamos sobra de pauta para o dia seguinte e tivemos reuniões de quase 15 horas de duração — afirmou.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan