header top bar

section content

Candidatos a prefeito do Sertão declaram fortunas a Justiça Eleitoral e outros pedem atestados de pobreza

Um levantamento sobre o patrimônio declarado à Justiça Eleitoral pelos candidatos as prefeituras nos quatro maiores municípios da região.

Por Luzia de Sousa

23/08/2016 às 14h17

Eleições municipais ocorrem em 10 cidades

Um levantamento sobre o patrimônio declarado à Justiça Eleitoral pelos candidatos as prefeituras nos quatro maiores municípios da região do Vale do Piancó, são eles: Itaporanga, Coremas, Piancó e Conceição.

+ NO TRE: Candidatos a prefeito da região de Sousa se dizem pobres; Patrimônios zerados

O empresário Divando Dantas (PMDB), candidato a prefeito de Itaporanga pela coligação Por amor a Itaporanga, é o que possui o maior patrimônio entre os postulantes ao executivo municipal nesses quatro principais municípios do Vale. De acordo com a declaração de bens feita por ele à Justiça Eleitoral, o peemedebista disse que possui um patrimônio que chega a quase dois milhão de reais, mais precisamente 1,9 milhão, entre imóveis, veículos e dinheiro.

Divaldo vai disputar a Prefeitura itaporanguense contra outros dois candidatos: Djaci Júnior (PSDB), representante da coligação O início de um novo tempo, declarou 500 mil em bens; e Sousa Neto (PSOL), que afirmou possuir apenas 4 mil reais em bens, referentes ao valor de um Fiat uno ano 1996.

No município de Coremas, três nomes concorrem à Prefeitura e o ex-vereador Janderley de Santorno (PTB), da coligação Ao bem do povo, candidato novo, é quem possui o maior patrimônio: ele disse que tem 939,5 mil reais em bens. O atual prefeito Antônio Lopes (PSDB), representante da coligação Por amor a Coremas, afirmou que o seu patrimônio é de 249,7 mil reais. A declaração de bens do ex-prefeito Edílson Pereira (PDT), que busca voltar ao poder pela coligação Coremas para todos I, é um pouco maior do que a do atual gestor: 295 mil reais.

Em Piancó, dois candidatos disputam o pleito: o prefeito Sales Lima (DEM), da coligação Pelo bem de Piancó, declarou que possui 406,2 mil em bens; já o seu adversário, o jovem Daniel Galdino (PSD), da coligação Pra resolver Piancó, afirmou que o seu patrimônio é de 334,4 mil, mas não revelou sua ocupação profissional.

Em Conceição, o pleito será também entre dois candidatos e ferrenhos adversários políticos no município: o prefeito Nílson Lacerda (PSDB), da coligação O trabalho não pode parar, declarou que possui apenas um imóvel rural de 10 mil reais. Já o ex-prefeito Alexandre Braga (PSB), da coligação A resposta é do povo, disse que não tem bens a declarar, ou seja, é o mais pobre entre os postulantes à Prefeitura dos quatro maiores municípios.

DIÁRIO DO SERTÃO com Folha do Vali

TESTEMUNHO AO VIVO

VÍDEO: Pastor sentenciado a 32 anos de prisão diz que foi visitado por Deus na cadeia e saiu em 30 dias

SERÁ CANDIDATO?

VÍDEO: De cortador de cana a vice-prefeito, Marcos do Riacho do Meio fala sobre sucessão a José Aldemir

AO VIVO NA TV

VÍDEO: Servidor da Prefeitura de Cajazeiras cobra salário atrasado e revela situação bem difícil em casa

PARTIDA DA SAUDADE

VÍDEO: 3º Encontro dos Amigos do Atlético reunirá ex-jogadores e terá homenagem a João de Deus Quirino