header top bar

section content

No Sertão da Paraíba, candidato a prefeito tem que reduzir participação do pai no Guia

O mandado de segurança foi impetrado contra o juiz da 33ª Zona Eleitoral de Itaporanga.

Por Luzia de Sousa

26/09/2016 às 08h26 • atualizado em 26/09/2016 às 08h28

Djaci faz campanha para filho (foto: divulgação)

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) deferiu nesta segunda-feira (5) liminar em favor da coligação “Por Amor a Itaporanga”, Divaldo Dantas (PMDB) para que o candidato concorrente, da coligação “O início de um novo tempo”, Djaci Júnior (PSDB), deixe de reproduzir em seu guia eleitoral no rádio e televisão imagens e áudios em que seus apoiadores apareçam mais do que 25%.

Para o relator do Processo, Breno Wanderley César Segundo, de acordo com as provas colacionadas aos autos, verificou-se que o ex-prefeito de Itaporanga, Djaci Brasileiro (PSDB), pai do candidato a prefeito Djaci Júnior (PSDB), na condição de apoiador do filho, ultrapassou o percentual legal do tempo de propaganda, na sua fala do guia Eleitoral de rádio no município.

O mandado de segurança foi impetrado contra o juiz da 33ª Zona Eleitoral de Itaporanga, Carlos Gustavo Guimarães Albergaria Barreto, que não teria cumprido a Lei eleitoral (Resolução TSE nº 23.457/2015), que estabelece o limite máximo de 25% do tempo de rádio ou televisão, para que apoiadores possam participar do guia eleitoral destinado aos candidatos.

Jorna da Paraíba

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”

CÓDIGO COMPROVA

No 1º Xeque-Mate de 2018, tecnólogo diz que é fácil fraudar eleições com urna eletrônica e explica como