header top bar

section content

Debate em JP termina com crítica de candidato e resposta de mediador: ‘A Globo não está sendo avaliada aqui’

As filiadas da Rede Globo de televisão realizaram na noite desta quinta-feira, 29, os debates com os candidatos a prefeito das capitais.

Por Luzia de Sousa

30/09/2016 às 07h36

‘A Globo não está sendo avaliada aqui’, disse

As filiadas da Rede Globo de televisão realizaram na noite desta quinta-feira, 29, os debates com os candidatos a prefeito das capitais de cada estados e outras importantes cidades que tem sede de empresas que retransmitem o sinal da Globo.

Em João Pessoa, a TV Cabo Branco foi alvo de pedido de liminar para suspender o debate ou incluir o candidato do PSOL, Victor Hugo, no embate de ideias. O juiz da propaganda eleitoral de mídia da Capital, José Ferreira Ramos Junior, indeferiu o pedido justificando que a emissora age dentro da lei, já que o citado partido tem menos de nove deputados na Câmara dos Deputados.

O embate de ideias aconteceu com os demais concorrentes, Cida Ramos (PSB), Luciano Cartaxo (PSD) e Professor Charliton (PT), que criticou a ausência de Victor Hugo (PSOL) dizendo que a emissora abre mão de ser democrática.

O mediador, Fabio Turci, respondeu que “nenhuma emissora de TV é obrigada a realizar debates e a Rede Globo cumpriu rigorosamente a legislação, não admitindo quaisquer queixas acerca de sua conduta”, afirmou. Ele lembrou ainda que o debate serve para os candidatos serem avaliados e finalizou dizendo que a Globo não estava sendo avaliada no evento político desta noite.

Créditos: Polêmica Paraíba

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares