Política
19/10/2016 às 15h00 • atualizado em 19/10/2016 às 16h36

postado por: C. Campelo

Vice eleito denuncia gestão André: “Fechou postos e o SAMU em São Gonçalo” VÍDEO!

Zenildo falou também sobre a demissão de centenas de servidores contratados e sobre o lixo espalhado pelos bairros da cidade

O vice-prefeito eleito na cidade de Sousa, Zenildo Oliveira (PSD), prestou entrevista à reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão nesta quarta-feira (19), falou sobre a vitória do grupo de oposição nas eleições, e afirmou ainda que o atual gestor André Gadelha (PMDB) abandonou a cidade após a derrota.

A eleição
O ex-prefeito Fábio Tyrone (PSB) foi eleito prefeito com 20.059 votos válidos. O atual prefeito, André Gadelha conseguiu 17.836 votos válidos. Com 100% das urnas apuradas, foram 2.015 votos nulos e 856 votos brancos. A maioria de Tyrone foi de 2.223 votos.

Avaliação
Zenildo Oliveira afirmou que a eleição de Sousa foi um exemplo, segundo ele, a população mostrou que a gestão que não trabalhar pela população será derrotada nas urnas:

“A lição dessas eleições é de que a aquele governo que não fizer uma boa gestão será expulso através das urnas, foi isso o que aconteceu em nossa cidade. Esse atual governo perdeu em todos os bairros, e em quase toda a zona rural. Faltou gestão, serviços básicos, saúde e educação, e é por isso que o povo deu uma resposta”, disse.

Descaso no SAMU
Zenildo denunciou que a Base descentralizada do SAMU localizada em São Gonçalo está fechada por falta de ambulância e que a Central do SAMU em Sousa possui apenas uma telefonista para atender as ligações de emergência através do número 192. Ele disse ainda que houve a redução do quadro de condutores de ambulâncias.

Base do SAMU em São Gonçalo foi inaugurada recentemente (foto: Facebook)

Base do SAMU em São Gonçalo foi inaugurada recentemente (foto: Facebook)

“O atendimento do SAMU atualmente está comprometido, esse serviço não pertence a André Gadelha, pertence ao povo, é um descaso com esse serviço que não pode parar”, destacou.

Zenildo falou também sobre a demissão de centenas de servidores contratados, fechamento de 18 postos de saúde, falta de médicos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e sobre o lixo espalhado pelos bairros da cidade.

Zenildo denunciou que vários postos de saúde estão fechados (foto: Diário do Sertão)

Zenildo denunciou que vários postos de saúde estão fechados (foto: Diário do Sertão)

“André, você será penalizado e responsabilizado pelas consequências que está causando com o povo e o patrimônio público da cidade. Então prefeito, volte a governar a cidade, foram quatro anos de abandono, não termine o seus dias sepultando o que ainda resta em Sousa, governe até o dia 31 de dezembro”, finalizou.

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário